Mazico é a expressão de Barra Velha

Prestígio. Farmacêutico e ex-prefeito marcou o nome na comunidade

Rogério Souza Jr/ND

Ativa. Aos 81 anos, afastado da política, Mazido dá expediente na farmácia. Nas horas vagas, aprecia roda de conversa com amigos e leitura

 

Não cheguei a subir a colina, por isso jamais deixei a planície.”

 

Se o município de Barra Velha tivesse um rosto, com certeza ele teria as feições de Ademar José dos Passos, o Mazico. Farmacêutico do tipo “médico”, benquisto pela comunidade e até hoje na ativa, orgulha-se do período em que foi prefeito, nos anos 70. Mas sua maior satisfação foi ter cumprido a missão sem ter sequer arranhado a reputação entre a comunidade. “Não cheguei a subir a colina, por isso jamais deixei a planície”, filosofa Mazico, vislumbrando parte do panorama praiano da janela do apartamento onde vive com a esposa Dorinha.
Ainda abalado pela perda recente das duas irmãs e de duas ex-funcionárias da farmácia, Mazico não perde o pique. Mesmo afastado da política partidária, sabe que não poderá recusar opiniões e conselhos na campanha que se avizinha. “Faço parte do diretório municipal do PP, mas já dei minha parcela de contribuição”, justifica.
O local onde Mazico nasceu, em 1930, atualmente é o município de São João do Itaperiú, mas na época era um distrito de Barra Velha. Filho caçula de um comerciante e uma professora – Elvira Faria Passos, hoje nome de escola –, teve uma infância feliz: “Jogando bola e brincando com muita liberdade, aproveitei até os 15 anos, quando fui trabalhar na Farmácia Catarinense, em Joinville, morando numa pensão”. Era a vocação de farmacêutico já assomando à superfície. Como ajudante, aprendia mais sobre a profissão, enquanto cursava o técnico em comércio. Em 1948 foi transferido para Florianópolis, mudando-se dois anos depois para Medeiros, em Barra Velha. Após o casamento, em 1951, Mazico comprou a farmácia Nossa Senhora de Lourdes de um primo em São João do Itaperiú, onde permaneceu durante 27 anos.
A esposa ficou cuidando da farmácia de São João quando, em 1977, Mazico comprou outro estabelecimento, no centro de Barra Velha, onde permanece até hoje, como responsável. “Tenho muitas lembranças desta carreira como farmacêutico meio médico. Não cheguei a fazer partos, mas nasceu bebê dentro do meu jipe, a caminho do hospital. Muitas vezes precisei ir a cavalo atender pacientes, pela precariedade da estradas.”

 

Tenho muitas lembranças desta carreira como farmacêutico meio médico. Não cheguei a fazer partos, mas nasceu bebê dentro do meu jipe, a caminho do hospital. Muitas vezes precisei ir a cavalo atender pacientes, pela precariedade da estradas.”

 

ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO/ND

Memória. Inauguração da sede da colônia de pescadores, em 1974

 

A marca do prefeito
Em 1973 Mazico ganhou a eleição para a Prefeitura, pela Arena, derrotando dois adversários do MDB, numa época em que havia sublegenda. Lembra-se que pegou a administração com um orçamento de 1 milhão de cruzeiros, para uma dívida de 900 mil. “Mesmo precisando primeiro equilibrar as contas, deixamos um saldo de conquistas, como três caminhões novos e um trator, 20 mil metros quadrados de pavimentação com lajotas, a estrada para São João do Itaperiú, 60 quilômetros de eletrificação rural, uma ambulância, pavimentação do acesso à cidade e o calçadão na beira do mar”, contabiliza. Para arrematar, adquiriu o terreno onde foi construída a atual sede da Prefeitura.
Pai três vezes, Mazico lamenta ter perdido uma filha precocemente, há quase vinte anos, vítima de um tumor na coluna cervical. Outra filha aposentou-se como professora e o filho Jorge Luiz é advogado e empresário – dono da locadora Magic Home Vídeo, em Joinville. Mazico e Dorinha têm quatro netos.
Os 81 anos não afetam a disposição de Mazico, que ainda dirige seu carro e participa ativamente do dia a dia da farmácia, da qual ainda tem uma parte, depois de ter negociado uma porcentagem com uma funcionária. Quando não está trabalhando, gosta de se reunir e conversar com os amigos. Ou de ler, seu hobby preferido.

Acesse e receba notícias de Barra Velha e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Notícias