Médico do Detran é afastado por não socorrer idoso em atendimento no Norte de SC

Atualizado

Um oftalmologista que atuava na Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) de Jaraguá do Sul, no Norte do Estado, foi afastado do cargo nesta quinta-feira (1º) por suspeita de negligência. O afastamento foi determinado pela Corregedoria do Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

A suspeita é de que o médico tenha negado atendimento a um candidato de 80 anos que sofreu infarto fulminante e morreu enquanto fazia exames para renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Caso aconteceu durante exame de renovação de CNH na sede do Detran em Jaraguá do Sul – Foto: Adilson Amorim / OCP

No início de junho, o idoso Ardoino Meneghelli, que era morador de Schoroeder, foi até a Ciretran de Jaraguá do Sul para fazer o exame médico para renovação da CNH. Acontece que, durante o procedimento, o homem passou mal e morreu no local.

Segundo parecer publicado no Diário Oficial do Estado, há indícios de que o médico Walter Coral não teria prestado socorro à vítima. A denúncia foi feita pela equipe do Samu por meio de ofício enviado à Delegacia Regional de Jaraguá do Sul – onde funciona a Ciretran.

Portaria publicada pelo Detran que afirma sobre o início das investigações – Diário Oficial do Estado

Coral está afastado de suas funções até que a investigação interna seja concluída. Caso a negligência seja confirmada, o médico pode perder o credenciamento com o Estado e deixar de atuar na função.

Ainda não há prazo para a conclusão do processo. A Dpcami (Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) também deve apurar se a situação feriu algum artigo do Estatuto do Idoso.

Contrapontos

Em nota, o Conselho Regional de Medicina de Santa Catarina informou que ainda não tomou conhecimento formal da denúncia, mas que pretende apurar o fato e adotar as medidas cabíveis assim que for notificado.

Raphael Rocha Lopes, advogado do médico, disse que pretende se manifestar apenas quando tiver acesso completo ao processo administrativo que resultou no afastamento de Walter Coral do cargo.

Leia também:

Polícia