Meghan Markle e príncipe Harry se casam no castelo de Windsor

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A atriz norte-americana Meghan Markle se casou com o príncipe Harry neste sábado (19), às 12h (8h, horário de Brasília), na capela de São Jorge, no castelo de Windsor.

A cerimônia trouxe algumas surpresas. O bispo afro-americano Michael Curry foi responsável pelo sermão.

No campo musical, apresentações do coral da Capela de São Jorge e do coral gospel inglês The Kingdom Choir.

Meghan e Harry casam-se na Inglaterra - Reprodução/ND
Meghan e Harry casam-se na Inglaterra – Reprodução/ND

Mundo

Meghan Markle e príncipe Harry se casam no castelo de Windsor

Atualizado

DIANA BRITO

WINDSOR, REINO UNIDO (FOLHAPRESS) – A cerimônia do casamento do príncipe Harry, sexto na sucessão real britânica, com a atriz americana Meghan Markle uniu signos tradicionais da realeza a elementos que acenam para a origem negra de parte da família da noiva.

A tiara de diamantes usada por Markle foi feita para a rainha Mary, avó de Elizabeth 2ª, em 1932. Porém, a noiva usou vestido da grife francesa Givenchy, ainda que desenhado pela britânica Clare Waight Keller, primeira mulher a dirigir a marca.

O cerimonial contou com sermão proferido pelo reverendo afro-americano Michael Curry, chefe da Igreja Episcopal, além de coral gospel cantando a música americana “Stand by Me”. O violoncelista britânico Sheku Kanneh-Mason, de 19 anos, também executou três peças.

O casamento foi celebrado diante de 600 convidados na capela de São Jorge, no castelo de Windsor, a cerca de 40 km de Londres. Após o casamento, Harry e Meghan passam a ser chamados de duque e duquesa de Sussex.

Horas antes, agentes da estação de trem da cidade distribuíam bandeirinhas da Inglaterra para os que chegavam para acompanhar, do lado de fora do castelo. Souvenires com a imagem do príncipe Harry e de Meghan eram vendidos por toda a parte. Lojas, restaurantes e PUBs estampavam fotos da família real e das bandeiras dos Estados Unidos e da Inglaterra.

O dia estava ensolarado e o numeroso público que se deslocou até a pequena cidade de de 30 mil habitantes para acompanhar o casamento real ocupou calçadas e gramados no entorno do castelo. ao casamento real do lado de fora do castelo de Windsor, por telões, aplaudiu de pé ao enlace do príncipe Harry com a atriz Meghan Markle.

A cerimônia durou menos de duas horas e atraiu milhares de pessoas, neste sábado (19), a Windsor, pequena cidade inglesa, de cerca de 30 mil habitantes, que fica a 40 minutos de trem de Londres.

“Estou orgulhoso de ser britânico”, disse Kash Atre, 36, à reportagem enquanto assistia ao casamento ao lado da mulher, a professora Anastasia Atre, 33, e dos filhos gêmeos de apenas três meses. “Difícil explicar o motivo”, acrescentou.

“Sei que eles não vão lembrar, mas é um momento histórico, então tinha que trazer eles”, disse a professora sobre os gêmeos.

“Foi uma cerimônia bonita em relação ao amor e à diversidade”, completou Anastasia, que tem dupla nacionalidade, russa e americana.

Cercada de amigas, a inglesa Ellie Wilding, 27, disse que se emocionou com o casamento. “É um dia feliz. Um dia patriótico. É bonito de se ver e não acontece com frequência.”

Cercado pela família e os amigos e sentado numa cadeira de praia nos jardins do castelo, Martin Powell, 53, destacou o momento mais emocionante: “quando Harry levanta o véu e beija a noiva”. Para Aliceon Powell, 51, a emoção da mãe de Meghan chamou a atenção.

“Foi tudo incrível e é tão bom sentir essa atmosfera patriótica. Achei bonito ver a mãe dela tão emocionada e ao mesmo tempo é triste o pai não ter ido ao casamento”, afirmou Aliceon Powell.

O chapéu, acessório dos convidados, também foi destaque entre a maior parte do público que assistia ao casamento ao redor do castelo.

“É uma data especial, então nós aproveitamos o momento para usar o chapéu apropriado”, disse a americana Kristi Mcfarlane, 37.

Mais conteúdo sobre

Jornalismo

Nenhum conteúdo encontrado