Ministério Público pede mais diligências em inquérito que apurou morte de jovem por PM

Atualizado

A 36ª Promotoria de Justiça Florianópolis requereu a juntada de documentos e novas diligências no inquérito policial que investiga a morte de Vitor Henrique Xavier dos Santos. O inquérito foi entregue ao Ministério Público na última terça-feira (21).

O garoto foi morto pela Polícia Militar no bairro Ingleses, em Florianópolis, enquanto brincava uma arma de pressão, no quintal de casa, no início da tarde de 18 de abril. A delegada Salete Teixeira, da Delegacia de Homicídios da Capital, indiciou um dos policiais envolvidos na ocorrência por homicídio doloso – quando há a intenção de matar.

O Inquérito Policial também condenou o agente por excessos – Arquivo Pessoal/ND

Leia também

Para o Promotor de Justiça André Otávio Vieira de Melo, o inquérito ainda necessita de complementação. Ele solicitou uma fotografia que mencionada no depoimento de uma testemunha e os autos do Inquérito Policial Militar que apura os fatos paralelamente.

O Promotor requer, ainda, um croqui das casas limítrofes à residência do jovem, indicando onde que as testemunhas, até então já ouvidas, moram naquela localidade. Os laudos periciais cadavérico e de exame em local também fazem parte da documentação solicitada.

A Polícia Civil tem prazo de 30 dias para fornecer os documentos solicitados.

Polícia