Moradores da Grande Florianópolis estão sem abastecimento de água há três dias

Atualizado

A falta de chuva e a redução do nível dos rios por conta da estiagem afeta o abastecimento de água na Grande Florianópolis. Em Palhoça, moradores que já estavam com racionamento nas últimas semanas, não recebem água desde o último final de semana.

Moradora do bairro São Sebastião, Maria Nicéia Dias, 50 anos, precisa se deslocar até bairros próximos e comprar água. Já as roupas do trabalho estão sendo enviadas aos parentes e retornam após lavadas. Segundo a aposentada, as refeições também estão prejudicadas.

A rua Graciosa, localizada na chamada de ‘ponta de rede’, estava sendo abastecida no regime de intermitência desde semana passada. No entanto, com a piora da situação, o abastecimento foi interrompido no início da manhã de sábado (3) e não havia retornado até esta segunda-feira (5).

De acordo com dona Maria, a situação se repete há anos. Quando falta água, a região é a primeira que tem corte e a última a ser reabastecida:

“É um absurdo e é toda vida assim. A minha rua não tem uma gota de água nas caixas. Antes, pelo menos a gente podia esperar a caixa encher e fazer as coisas de casa”, disse.

Marlene Terezinha Stake, também moradora do bairro São Sebastião, é mais uma das pessoas que sofrem com a falta de abastecimento de água na região. Ela busca água em uma bica em galões e usa o auxilio de um funil para não desperdiçar nenhuma gota de água.

“Estou aqui desde umas 9h porque a bica está cada vez menos, bem fraquinho, diminuindo ou está entupindo, algo que deveria ser verificado. Faz umas duas semanas (que está sem água)”, completou a moradora.

Segundo a Samae (Secretaria Executiva de Saneamento), as localidades mais afastadas são as primeiras a serem afetadas durante a estiagem porque estão muito longe do Sistema de Abastecimento. Com isso, a falta de água é ainda maior.

Leia também:

Em nota divulgada nesta manhã, a Casan informou que o prolongamento da estiagem continua gerando baixa pressão e intermitências na rede de algumas áreas da Grande Florianópolis.

A companhia afirmou que irá repassar detalhes sobre as localidades afetadas ainda nesta segunda-feira.

Estiagem continua na região

De acordo com a meteorologista da Epagri/Ciram, Laura Rodrigues, nesta terça-feira (6) haverá uma pequena instabilidade na região, mas a chance de precipitação é muito pequena.

Somente no final de semana, durante a noite de sábado (10), com a passagem de uma frente fria pela Grande Florianópolis, é que o tempo deve mudar um pouco.

“No sábado haverá instabilidade, mas a condição de chuva será muito isolada e, muito provavelmente, não irá conseguir alterar esse quadro [de estiagem]”, disse.

Casan orienta para uso controlado da água

Responsável pela gestão da água na região, a Casan fez um apelo ao moradores para o uso consciente nesse período de estiagem.

Entre os pedidos estão a suspensão de lavagem de pátios, calçadas e carros, até a volta das chuvas.

“A companhia orienta também o uso controlado ao escovar os dentes e lavar a louça, com o fechamento da torneira, assim como banhos mais rápidos e o uso da máquina de lavar somente com o tanque cheio de roupas. Esta colaboração é muito importante para que a Casan possa continuar abastecendo todas as regiões”.

Infraestrutura