Moradores de São José têm até dia 21 para opinar sobre Plano Diretor

Planejamento dará diretrizes à cidade nos próximos 30 anos

A prefeita de São José e os coordenadores que trabalham na elaboração do novo Plano Diretor do município apresentaram nesta segunda-feira (15) mais detalhes sobre o planejamento preliminar. Com foco no desenvolvimento da cidade, mas também com propostas para o entorno, as diretrizes buscam integrar as necessidades da Grande Florianópolis, especialmente dos municípios da região metropolitana: Biguaçu, Palhoça e a Capital. Esta é a última semana para os moradores enviarem sugestões. 

Daniel Queiroz/Arquivo/ND

Bairros Campinas e Kobrasol são os de maior densidade populacional

O planejamento deve servir para os próximos 30 anos e até lá a estimativa é que a população tenha quase 100 mil habitantes a mais do que tem hoje. Segundo a pesquisa do novo Plano, em 2040 São José terá 327 mil habitantes. Hoje são 232 mil.

Durante as pesquisas nas comunidades a questão da mobilidade foi o item mais reclamado pelos moradores, por isso há um anexo do documento que trata especialmente do sistema viário. Com auxílio dos dados já apurados pelo Plamus (Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis) foram traçadas novas estratégias e áreas que deverão ter como foco obras que contribuam para a mobilidade.

Segundo a arquiteta e urbanista Bianca Coelho, da equipe técnica, o documento prevê resguardar áreas que possibilitem a reestruturação do município e compara São José a um “coração infartado”. “O sistema viário é muito desconectado, o que gera uma série de consequências que dificultam um transporte coletivo de qualidade.

Fazendo as novas vias, essas ‘pontes de safena’, a gente consegue fazer com que tudo flua mais, desencadear uma série de melhorias em outras escalas e temáticas”, aponta, reforçando que é uma base importante do Plano Diretor.

Diretrizes ao desenvolvimento mais equilibrado

Durante a construção do documento, o deslocamento dos moradores da região foi um dos itens que chamaram a atenção. Dos cerca de 70 mil deslocamentos realizados para Florianópolis, 40 mil, em média, são feitos a partir de São José.

A maior concentração populacional fica na região que faz divisa com Florianópolis, e as maiores densidades nos bairros Campinas e Kobrasol. Isso motivou um planejamento que permita o desenvolvimento mais uniforme e equilibrado no município, visando a diminuição do deslocamento para Florianópolis e também auxiliando a desafogar a Capital no contexto da região metropolitana. 

Segundo o coordenador técnico do Plano Diretor de São José, Edson Cattoni, é preciso pensar para que a cidade se antecipe aos problemas, especialmente na região metropolitana. Ele afirma que a ideia é que as áreas que tenham de 25 a 50 habitantes por hectare, por exemplo, passem a ter 100 a 135 habitantes por hectare.

“Nossa responsabilidade é com o crescimento organizado da cidade. Há locais de São José de interesse metropolitano, justamente por São José estar no meio das três cidades que integram a região”, disse.

O plano prevê ainda aproveitar a área ao longo da rodovia que dá acesso ao contorno viário, em construção, também para o desenvolvimento econômico, com centros de integração logística, indústria, comercio atacadistas. Além da área urbana já disponível, há cinco vezes mais áreas industriais disponíveis do que as que já existem no município, sem restrições.

Arte: Rogério Moreira Jr. 

Moradores podem enviar sugestões até domingo

Desde setembro de 2014, quando iniciou o trabalho, foram feitos 36 eventos com a comunidade, de coleta de informações, e seis audiências públicas, além de oficinas participativas. Bianca Coelho lembra ainda que não é possível pensar em resolver só São José sem pensar que há uma consequência nos demais municípios: “Tudo passa por São José até chegar a Capital.”

A equipe do plano diretor participativo, além dos técnicos, conta com integrantes dos poderes Executivo e Legislativo e sociedade civil.

O documento que prevê planejamento para a cidade para os próximos 30 anos deve ser revisado a cada década. O plano em vigor no município é de 1985 e já não atende as demandas da cidade.

Para a prefeita Adeliana Dal Pont, o novo Plano Diretor é um instrumento da sociedade para cuidar da própria cidade: “O que mais me agrada é forma de juntar todos os planos e informações que antes eram desconectadas. Estamos conseguindo juntar tudo isso numa diretriz única e mostrar o que é possível desenvolver.”

O plano preliminar está disponível à população no site da prefeitura, que tem um canal para consulta pública até o próximo domingo. Inicialmente o prazo havia sido estendido até o dia 7 de março, mas agora a prefeitura decidiu manter o prazo original para não alongar ainda mais o processo que já dura um ano e cinco meses.

Após o período de coleta de sugestões será realizada uma conferência, também aberta ao público, para apresentar a proposta final do Plano, que será enviado à Câmara de Vereadores para aprovação. A expectativa é que o documento final seja enviado à Câmara na primeira quinzena de abril. 

SERVIÇO

O plano preliminar e os formulários para consulta pública estão disponíveis no site da prefeitura (www.saojose.sc.gov.br) no topo da página ou no campo de Links Úteis com o título “Consulta Pública: Plano Diretor Participativo”. As dúvidas e sugestões podem ser enviadas pelo site até dia 21 de fevereiro.

Quem não tem acesso à internet pode ir pessoalmente à prefeitura entregar sugestões. O protocolo pode ser feito das 13h às 19h, na Secretaria de Serviços Públicos, piso térreo do centro administrativo da prefeitura, na avenida Acioni Souza Filho (Beira-Mar de São José), 403, Praia Comprida, São José.

A prefeitura também disponibiliza uma página no Facebook intitulada “Plano Diretor Participativo de São José/SC” com informações sobre o processo. Mais informações pelo telefone (48) 3381-0035 ou pelo e-mail contato.pdpsj@gmail.com

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...