Moradores do Santinho demandam criação oficial do Parque Lagoa do Jacaré das Dunas

Apesar de ter a última unidade de conservação municipal criada e adequada à nova legislação, os moradores do bairro Santinho, no Norte da Ilha, promovem neste domingo (27) a abertura extraordinária do Parque Natural Municipal da Lagoa do Jacaré das Dunas do Santinho. O evento será realizado no principal acesso à praia, nas proximidades do restaurante Mar Aberto. Além das atividades e apresentações programadas, haverá a distribuição de mudas de plantas e a colocação de placas por parte da Floram. A intenção da comunidade é pressionar o poder público para a implantação de fato na unidade, que é uma luta de quase duas décadas.

Parque Natural Municipal Lagoa do Jacaré das Dunas do Santinho - Marco Santiago/ND
Parque Natural Municipal Lagoa do Jacaré das Dunas do Santinho – Marco Santiago/ND

Esse parque natural foi criado em 7 de janeiro de 2016 e abrange um território com 221 hectares, do Santinho às dunas dos Ingleses. “O objetivo é dar força ao movimento de reconhecimento e valorização do local, que é considerado um santuário ecológico e natural, pois tivemos apenas o ato de criação, porque de fato o parque nunca foi aberto. Parte da comunidade não sabe da criação dessa unidade”, disse o presidente do Instituto Socioambiental da Praia do Santinho, o turismólogo Rafael Freitag, 43, que mora há 15 anos no Santinho.

A comunidade cobra do poder público municipal mais investimento na Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente), que tem apenas dois servidores para cuidar das nove unidades de conservação. Além disso, os moradores lutam pela criação do conselho consultivo, que é o primeiro passo para a elaboração do plano de manejo. “Precisamos estabelecer as regras de utilização da unidade no plano de manejo, porque a especulação imobiliária avança ferozmente. Até uma parte da área alagada da Lagoa do Jacaré foi aterrada por um empreendimento e precisamos alertar a comunidade. Nosso objetivo é preservar o aquífero e todo o meio ambiente”, destacou a diretora do instituto, Maria Flor Penrose, 40.

A Floram estuda a possibilidade de criar um único conselho consultivo para o Parque da Lagoa do Jacaré e o Monumento Natural Municipal da Galheta. Isso porque as duas unidades de conservação têm características semelhantes, como as práticas de pesca e do surfe, por exemplo.

Programação

  • 6h15: Observação de pássaros
  • 6h30: Saudação ao sol
  • 8h: Ioga
  • 8h30: Caminhada na natureza
  • 10h: Roda de capoeira
  • 11h: Abertura extraordinária
  • 12h: Apresentação do “Maior mini circo do mundo”
  • 14h: Bandas Badejah, Refinaria e Iriê
  • Atividades paralelas: Limpeza da praia, pipa, ciranda, bate-bola, brechó e exposição

Mais conteúdo sobre

Cidade