Moradores mobilizam joinvilenses para protesto contra maus-tratos à gata Lua

Manifestação está marcada para as 16h deste domingo, na rua onde o animal vivia, no bairro América

Divulgação

Gata Lua está desaparecida desde quarta-feira de manhã. Caso está na polícia

Moradores da rua Fernando Machado, no América, e defensores de animais de Joinville estão mobilizando a população para um protesto neste domingo. O motivo é o desaparecimento da gata Lua, na manhã de quarta-feira (27.

Segundo moradores da rua Fernando Machado, um jovem da vizinhança atingiu a gata com um arpão de pesca submarina e pulado o muro da casa onde moram Wanderley Magalhães e Eliane Ramin para retirar o animal ferido do quintal. Em seguida, teria colocado a gata no porta-malas do carro e sumido com ela. Um vizinho e uma funcionária da família teriam testemunhado toda a ação deste vizinho. Até esta sexta-feira, a gata não tinha sido localizada.

A manifestação está marcada para ocorrer em frente à casa de número 190 da rua Fernando Machado, América, onde a gata vivia. “No domingo faremos um ato pela paz e uma homenagem à gatinha Lua, cruelmente atingida por um arpão de pesca e raptada de sua casa. A família da Lua precisa saber que tem com quem contar. A Sophia, uma linda garotinha de oito anos, está sofrendo muito. Não podemos permitir que a Sophia cresça acreditando que todas as pessoas são más”, destacou a integrante da ONG Frada (de defesa dos animais), Ana Rita Hermes. “Doem uma hora do seu domingo para a Lua, a Sophia e todos os seres que sofrem maus-tratos. Juntos seremos a diferença que queremos no mundo”, pediu Ana Rita.

O convite é reforçado por Mandilow Pinho, em recado deixado no site do Notícias do Dia. “Convidamos toda a população que fica indignada com tanta violência gratuita, os ativistas pelos direitos animais, pelos direitos humanos e pelos direitos de todas as minorias, a participarem domingo de um ato pacífico contra toda forma de covardia, violência, crueldade e abusos.” Ele sugere que os manifestantes vistam camiseta branca ou com estampas de animais, levem lenços brancos, faixas e cartazes. O protesto, neste domingo, começa às 16h.

A agressão e o sumiço da gata estão sendo investigados pelo delegado Leonardo Machado, da 2ª DP.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Notícias