Morre a escritora Hilta Teodoro, integrante da Academia de Letras de Biguaçu e de São José

Hilta Teodoro Bencciveni morreu na manhã desta segunda, aos 92 anos

Morreu, na manhã desta segunda-feira (22), aos 92 anos, a escritora Hilta Teodoro Bencciveni, conhecida como Dona Hilta, integrante da Academia de Letras de Biguaçu e de São José. Segundo comunicado oficial da família, o velório será realizado no Cemitério São Francisco de Assis, no Itacorubi, às 13h30.

Divulgação

Dona Hilta escrevia para jornais e revistas com o pseudônimo Marilu

Nascida em 21 de agosto de 1922, próximo ao centro de treinamento do Figueirense, Dona Hilta carregou a paixão pelo time alvinegro durante toda a sua vida. Funcionária pública aposentada do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em 1995 ela foi aprovada no curso de Letras da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), aos 72 anos. “Quero ser jovem para sempre, estar com os jovens”, dizia.

Hilta começou a escrever em jornais e revistas de Florianópolis, com o pseudônimo Marilu. Integrante da Academia de Letras de Biguaçu e de São José, publicou poemas, contos e anedotas em antologias de agremiações literárias. Em 2014, lançou o livro Meus Sonhos, coletânea de poesias e crônicas. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...