Morre em Florianópolis Kyrana Lacerda, viúva do ex-governador Jorge Lacerda

Matriarca da grande colônia grega em Florianópolis, ela perdeu o marido jovem, aos 34 anos

Reprodução Documentário/ND

Viúva do ex-governador Jorge Lacerda morreu neste domingo aos 90 anos

A viúva do ex-governador Jorge Lacerda, Kyrana Atherino Lacerda, morreu na tarde deste domingo em Florianópolis, aos 90 anos. Praticante de filantropia e também ativista de eventos solidários, ela esteve doente e, frequentemente, era internada. O velório foi realizado na noite deste domingo na Igreja Ortodoxa Grega, na rua Tenente Silveira. O enterro está marcado para as 11h desta segunda-feira no cemitério do Itacorubi, ao lado do marido.

Matriarca da grande colônia grega em Florianópolis, Kyrana ficou viúva jovem, aos 34 anos. Do casamento, Zoé, Irene e Cristina lhe deram seis netos e três bisnetos. Mesmo depois de viúva e com três filhos para criar, Kyrana nunca interrompeu a filantropia, que praticava desde os tempos em que o marido comandava o executivo do Estado. Foi pioneira em campanhas para recolhimento de agasalhos e ajuda aos mais necessitados.

Para as filhas, Kyrana foi uma heroína. “Quando meu pai morreu eu tinha apenas três anos de idade. Ela foi pai, mãe e avó. Foi meu tudo”, declarou a filha Cristina Lacerda, 59. A caçula lembra que desde pequena acompanhava a mãe nos trabalhos, e que ela foi fundamental na vida de todos os filhos e netos. Tatiana Lacerda Prazeres, filha de Cristina, seguiu os passos do avô no mundo da política, e, em 2012, ocupou interinamente o cargo de ministra das Relações Exteriores, onde é funcionária de carreira.

Kyrana morreu meses antes do centenário de nascimento do marido, que será comemorado no próximo dia 29 de outubro na Assembleia Legislativa. Na homenagem, está programado o lançamento do livro “Jorge Lacerda – 100 anos de Nascimento de um Visionário” e de um documentário sobre a vida do político que veio do Rio de Janeiro para governar Santa Catarina. O governador morreu em uma tragédia de avião, em 1958, em São José dos Pinhais (PR), no mesmo voo que vitimou o então senador e ministro da Justiça Nereu Ramos (ex-presidente da República) e o deputado federal Leoberto Leal.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...