Morre no hospital um dos baleados na chacina da Costeira, em Florianópolis

Maico Ramos, de 33 anos, estava em estado crítico após ser atingido na cabeça, lateral do tórax e abdômen

Um dos três sobreviventes da chacina que ocorreu no bairro Costeira, em Florianópolis, na noite de quarta-feira (5), morreu no hospital entre a manhã e a tarde de sábado (8). Maico Ramos, de 33 anos, estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de São José em estado crítico, após ser atingido na cabeça e ser alvejado por quatro tiros na lateral do tórax e no abdômen. Jamaica, como era conhecido, era natural de Braço do Norte. 

Os outros dois sobreviventes, que possuem mandados de prisão ativos, também estavam em estado crítico na sexta-feira (7). Felipe Machado, de 19 anos, foi atingido no tórax, e Adalberto da Silva Júnior, de 23, recebeu três tiros – um deles atingiu a sua coluna cervical.

>> Polícia tem duas teorias sobre motivos que levaram à chacina na Costeira, em Florianópolis

As tentativas de homicídio aconteceram na mesma noite em que outros três homens foram executados no alto da servidão Maycon Francisco Pereira. Os crimes foram motivados pela disputa de tráfico de drogas no bairro, e a autoria dos ataques é atribuída à facção criminosa PGC (Primeiro Grupo Catarinense).

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...