Morte em quadra de futebol: torneio amador e demora na chegada do Samu

Atualizado

Foi sepultado no bairro Bela Vista, em Palhoça, Adi Marcos Favero, 40, goleiro amador que morreu em meio a um jogo de um campeonato society amador, no bairro do Alto Aririu. Em entrevista concedida ao repórter Clayton Ramos da RICTV Record, o árbitro da partida descreveu o lance como “involuntário” e confirmou que a vítima tentou voltar a campo após o choque cabeça com joelho. Testemunhas revelam suposta demora por parte do atendimento do Samu.

Adi Marcos Favero, 40, goleiro amador que morreu em meio a um jogo de um campeonato society amador – Reprodução/Facebook

A competição tinha caráter amador. Foi realizada pelo Barsemlona FC, time de Palhoça, com a intenção de levantar fundos para a participação da equipe no campeonato municipal. Não havia atendimento e, segundo relato de testemunhas, a ambulância demorou de 15 a 25 minutos para chegar ao local.

>>> Atleta amador morre em partida de futebol society

Felipe de Souza, o árbitro da partida, contou como foi o momento do choque e os desdobramentos. “Aconteceu de forma involuntária, um choque de joelho com cabeça, próximo ao nariz. Assinalei a falta para o goleiro que foi rapidamente atendido pelos companheiros, foram dois minutos de paralisação. Dez minutos depois, em escanteio, ele levantou o braço, pediu a paralisação, caiu meio desmaiado e convulsionou no local”, contou.

O evento, segundo a organização, foi imediatamente suspenso. Não havia assistência médica no local. “Era festivo, onde o campeão ia levar troféu e medalhas. Nunca fizemos [outro campeonato], foi para arrecadar fundos para o nosso time disputar um campeonato na Palhoça”, contou Lucas Jorge, um dos organizadores.

Lucas, que contou que não viu o lance, mas acompanhou os desdobramentos, revelou que no momento do choque, o goleiro mesmo revelou que “estava bem” e que ele apenas passou água na cabeça. Ele revelou ainda que foi gerado o BO (Boletim de Ocorrência) pela Polícia Militar.

 

Mais conteúdo sobre

Região