Motorista é preso após acidente que provocou morte de adolescente em Caibi, no Oeste de SC

A despedida da adolescente de 15 anos, Samanta Melissa Cansi, que morreu na segunda-feira (17) após ter sido arrastada pelo ônibus escolar, foi na tarde desta terça-feira (18), no município de Caibi, no Oeste do Estado. O momento acompanhado por amigos da escola e familiares foi de muita comoção.

Uma das amigas da adolescente postou uma foto com ela no campo e legendou: “Eu sei que lá do alto do céu tem uma estrelinha brilhando e olhando por mim. E é você. Sei que proteção alguma me faltará agora que perdi você para um universo melhor, de paz e de bem. Espero que se adapte logo aí e que em breve possamos nos encontrar. Eu te amo”. Há um mês, Samanta havia deixado uma mensagem dizendo que “a vida dá muitas chances de ser feliz”.

Samanta Melissa Cansi, 15 anos, morreu após ter sido arrastada por ônibus - Reprodução/Facebook
Samanta Melissa Cansi, 15 anos, morreu após ter sido arrastada por ônibus – Reprodução/Facebook

De acordo a Polícia Civil, o motorista deixou a menina no ponto de ônibus na frente da casa dela, como era de praxe todos os dias, e depois entregou dois passageiros. Na sequência, conforme a rotina, o condutor foi almoçar em casa. Durante a tarde, o motorista recebeu ligações dos familiares da jovem que questionavam o motivo de ela não ter chegado em casa. Os pais e avós de Samanta encontraram um pedaço da blusa e um calçado no ponto de ônibus. O corpo foi descoberto a dois quilômetros de distância. 

Conforme a polícia, a jaqueta da menina ficou presa na porta do ônibus e ela foi arrastada pelo trajeto. Segudo o depoimento do condutor e dos passageiros, ninguém ouviu os gritos da jovem. Os familiares da vítima entraram em estado de choque, assim como o motorista do ônibus, que precisou ser levado para o hospital.

A comoção se transformou em revolta, o que fez que alguns integrantes da comunidade tentassem invadir o hospital. Após receber os cuidados médicos, o motorista foi preso em flagrante por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). A pena pode variar entre um e três anos de prisão.

A polícia ainda não concluiu o inquérito e pretende ouvir outras testemunhas, além de aguardar os laudos periciais, para confirmar a causa da morte e outros apontamentos que podem surgir por meio dos exames. 

O ônibus era de transporte escolar pertencia à Prefeitura de Caibi. O motorista era concursado e estava com a carteira em dia.

* Com informações da RICTV Record

Roupas da jovem; local onde o corpo foi encontrado; e ônibus escolar - RIC TV Record/Divulgação
Roupas da jovem; local onde o corpo foi encontrado; e ônibus escolar – RIC TV Record/Divulgação

Estado

Nenhum conteúdo encontrado