Motorista do Jaguar que matou 2 pessoas pede para passar fim de ano em Balneário Camboriú

Atualizado

A defesa do motorista do Jaguar, Evanio Prestini, que matou duas pessoas atropeladas em Gaspar, no mês de fevereiro, entrou com um pedido no TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) para que o acusado possa passar o final de ano em Balneário Camboriú.

Defesa fez pedido ao Tribunal de Justiça para que Evanio fique em Balneário Camboriú de 20 de dezembro a 17 de janeiro – Foto: Natalino Civiero/Divulgação/ND

Evanio foi solto no dia 26 de julho, quando lhe foi concedido habeas corpus, depois de ter sido preso preventivamente.

Na ocasião, quando a juíza Cibelle Mendes Beltrame, da comarca de Gaspar, assinou o alvará de soltura foram impostas algumas medidas cautelares ao acusado.

Leia também:

Prestrini deveria comparecer em juízo a cada 30 dias para prestar esclarecimentos sobre sua vida; foi proibido de frequentar bares e boates; não poderia se ausentar da cidade onde mora por mais de 30 dias sem autorização judicial; deveria ficar recolhido em casa das 20h até as 6h e em período integral em dias de folga do trabalho e teve a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação e por consequência, a proibição de dirigir.

O MP (Ministério Público) questiona a Justiça se a viagem é a trabalho ou lazer. Caso seja a trabalho, a permissão especial poderá ser concedida ao acusado, mesmo com as medidas cautelares.

No pedido, a defesa pediu permissão para que Evanio fique em Balneário Camboriú de 20 de dezembro a 17 de janeiro. Ainda alegou que se necessário, o acusado poderá ser encontrado em seu apartamento na avenida Atlântica.

Até às 17h20 desta quinta-feira não constava no processo se o pedido havia sido aceito ou não pela Justiça. O comunicado do advogado de defesa foi encaminhado para que o MP se manifeste.

O ND aguarda ainda um retorno da comarca de Gaspar, onde corre o processo.

O ND também tentou contato com o advogado de defesa de Prestrini e não obteve sucesso.

Mais conteúdo sobre

Polícia