Motorista embriagado que invadiu creche em Chapecó é condenado a um ano de prisão

A juíza substituta Letícia Bodanese Rodegheri, que responde atualmente pela 2ª Vara Criminal da comarca de Chapecó, condenou por lesão corporal o motorista que invadiu com sua caminhonete um centro de educação infantil localizado no bairro Efapi, naquela cidade, em abril do ano passado.

Carro invade creche no Bairro Efapi, em Chapecó - Diário do Iguaçu/Divulgação/ND
Carro invadiu creche no Bairro Efapi, em Chapecó, em abril de 2018 – Diário do Iguaçu/Divulgação/ND

O acidente provocou ferimentos em treze crianças – duas delas tiveram lesões graves, mas se recuperaram posteriormente. Um homem de 53 anos conduzia uma GM Montana e, conforme relato de populares, desceu a rua em alta velocidade, perdeu o controle da direção, subiu a calçada, arrancou as grades de segurança e invadiu a sala de aula, que fica em um nível abaixo da rua.

O carro foi parar no fundo da sala, atingindo as crianças e arrastando mesas, cadeiras e prateleiras. Dois caminhões de resgate dos Bombeiros e duas ambulâncias, equipes do Samu e também a aeronave do Sara (Serviço de Atendimento e Resgate Aeromédico) e o SaerFron foram mobilizadas para o resgate aos feridos.

O teste do bafômetro, feito pela Polícia Militar na ocasião, constatou a embriaguez do motorista. O réu, que poderá recorrer em liberdade, foi condenado a um ano e dois meses de reclusão.

A magistrada também determinou a suspensão da carteira nacional de habilitação do motorista pelo período de sete meses. O acidente aconteceu na tarde do dia 24 de abril de 2018. O centro de educação atendia crianças com quatro e cinco anos de idade. No momento em que o carro invadiu a escola, a professora estava com 24 alunos.

Polícia