MP investiga possíveis fraudes em concurso público da Prefeitura de Guatambu

Atualizado

A 10ª Promotoria de Justiça de Chapecó instaurou um inquérito para investigar denúncias sobre possíveis irregularidades e fraudes no Concurso Público 001/2019, do município de Guatambu, no Oeste catarinense.

O promotor titular da 10ª Promotoria de Justiça, Diego Barbiero, explica que a primeira denúncia chegou até o MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) pelo canal da ouvidoria. 

“Trabalhamos muito em parceria com a comunidade e, recebemos oito denúncias pela ouvidoria do MPSC questionando sobre a lisura do concurso. A primeira chegou no dia 24/08,  data que também instauramos a investigação”, disse Barbiero. 

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) cumpriu na manhã desta segunda-feira (19), três mandados de busca e apreensão em duas casas e na sede de uma empresa responsável pelo Concurso. 

O promotor afirma que foram cumpridos dois mandados em Xanxerê e um em Guatambu. Celulares, documentos, pendrives e computadores foram apreendidos. 

 “Apreendemos os materiais que já estão sendo periciados”, finalizou Barbiero. 

A empresa que aplicou o concurso já é investigada em outro processo sobre possíveis irregularidades e fraudes num concurso da Câmara de Vereadores de Cordilheira Alta, realizado neste ano. 

Contraponto 

Por telefone, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Guatambu informou que não foi comunicada oficialmente sobre a ação.

A reportagem também fez contato com a empresa contratada para aplicar o concurso, no entanto, o responsável não estava presente.

Justiça