Mulher é a terceira vítima de assassinato na Trilha do Poção em menos de um mês

Atualizado

Em menos de um mês, três assassinatos foram registrados na trilha que leva à Cachoeira do Poção, no bairro Córrego Grande, em Florianópolis. O terceiro corpo foi encontrado na madrugada de sábado (2). Trata-se de uma mulher ainda não identificada. Os outros crimes ocorreram nos dias 9 e 18 de outubro.

Mulher em frente a trilha com acesso ao Poção – Foto: Divulgação/ND

Os crimes ocorridos em outubro têm relação, segundo explica o delegado Ênio Matos, titular da Delegacia de Homicídios da Capital. As armas utilizadas para matar os dois homens foram .40 e 9mm. Ainda não é possível afirmar se são as mesmas usadas no crime da madrugada de sábado. No entanto, aponta o delegado, é possível que seja.

Matos afirma que as três vítimas foram levadas até o local para serem mortas. Os dois homens foram pegos em um mesmo ponto, o Morro do 25. Ainda não se sabe onde foi pega a mulher morta no sábado. “Na hora que resolver um caso, todos serão esclarecidos”, aponta o delegado.

A identidade da mulher assassinada na trilha e o calibre da arma serão revelados após a perícia, sem previsão de ser concluída.

Segurança na trilha

Questionado sobre a segurança na trilha do Poção, o delegado ressalta que as vítimas dos assassinatos não estavam passeando na trilha, elas foram levadas  à noite para serem mortas no local.

Leia também:

Assassinatos na trilha do Poção podem ter relação, aponta polícia

Polícia