Mulher é presa após golpear homem 12 vezes com garrafa de vidro no Sul de SC

Atualizado

Uma mulher de 25 anos foi presa no início da manhã desta quinta-feira (4) por tentativa de homicídio, em Braço do Norte, no Sul de Santa Catarina. Ela é suspeita de tentar matar um homem de 24 anos após quebrar uma garrafa e perfurar 12 vezes as costas e o pescoço da vítima. Crime aconteceu próximo ao CTG no bairro Uruguaia.

O homem e as duas mulheres teriam se deslocado até um parque municipal na noite de quarta-feira – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

Conforme o delegado da Polícia Civil, Eder Juliano Correa Matte, o homem estaria dando uma volta de carro pela cidade na noite de quarta-feira (3). Ele teria encontrado duas mulheres, uma de 23 e outra de 25 anos, em um posto de gasolina e as convidou para dar uma volta.

Os três teriam se deslocado até um parque municipal, que fica aberto ao público. Segundo a polícia, o trio ficou no local bebendo e conversando. Em certo momento o homem teria se relacionado com a jovem de 23 anos.

Homem teria “se passado”

Durante esse período os dois teriam ido para dentro do carro do homem, enquanto a outra mulher ficou do lado de fora. Ainda conforme a polícia, a jovem relatou que o homem “teria se passado com ela”, ela não teria gostado e saído do veículo.

Após alguns minutos, a mulher relatou à amiga o que havia acontecido. Foi então que a mulher de 25 anos partiu para cima do rapaz com uma garrafa e teria lhe desferido um golpe na cabeça, fazendo com que ele caísse no chão.

Leia também:

O delegado relata que a mulher o golpeou mais 12 vezes nas costas, além de dar um golpe no pescoço. Quem acabou socorrendo o homem foi a outra jovem, que havia se relacionado com a vítima. Ela puxou a amiga, que, de acordo com o delegado, não parava de golpear o rapaz.

A vítima conseguiu sair correndo e fugir com o carro. “Ele conseguiu dirigir por alguma distância, acionou os bombeiros, foi socorrido e levado ao hospital. Perdeu bastante sangue”, conta o delegado.

O homem levou cerca de 50 pontos pelo corpo e segue internado. “Há um corte grande no pescoço”, relata Matte.

Autora confessou as agressões

A denúncia chegou a polícia por meio de populares que escutaram gritos e relataram que havia acontecido o crime no local. As duas mulheres foram identificadas e uma delas confessou ter agredido a vítima.

A suspeita afirmou que teria sido iniciada uma discussão e o rapaz teria dado um empurrão nela, começando a confusão. A mulher de 25 anos foi presa e encaminhada para a delegacia.

A Polícia Civil irá investigar o caso para identificar se houve alguma ação do homem que possa ser enquadrada como crime.

Polícia