Mulher que esfaqueou ex-companheiro em motel, em Joinville, responderá crime em liberdade

Atualizado

A mulher que esfaqueou o ex-companheiro em um motel, em Joinville, no Norte do Estado, ganhou o direito de responder a acusação em liberdade. De acordo com a defesa da acusada, o direito foi concedido nesta terça-feira (12), após a vítima alegar que a mulher era uma boa pessoa e que os dois haviam brigado no dia em que ocorreu a tentativa de homicídio.

Crime ocorreu em um motel na zona Norte de Joinville – Foto: Polícia Militar

O crime ocorreu em dezembro de 2019, na zona Norte da cidade. O homem de 34 anos foi esfaqueado no pescoço enquanto estava em uma das suítes do motel com a acusada. A polícia foi acionada por uma funcionária do local, após encontrar a vítima segurando uma toalha para conter o sangramento.

Na época, a mulher foi presa em flagrante e, desde então, estava detida no Presídio Regional de Joinville após ter a prisão convertida em preventiva. Para a Polícia Civil, na ocasião, o homem alegou que foi vítima de tentativa de homicídio, enquanto a mulher afirmou que agiu em legítima defesa.

De acordo com o advogado Pedro Wellington Alves da Silva, após análise do processo, a justiça entendeu que ela poderia responder as acusações em liberdade, porém com algumas restrições. Entre elas, a proibição de se ausentar da comarca, acessar bares, boates ou casas noturnas, manter o endereço atualizado, além de ser proibida de manter contato e se aproximar da vítima e testemunhas no caso.

O advogado informou, ainda, que no dia 16 de março ocorrerá a audiência de instrução, onde serão ouvidas, além da vítima, testemunhas a respeito do caso.

Leia também:

Polícia