Fabio Gadotti

fabio.gadotti@ndmais.com.br Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Mural de Cruz e Sousa é “dívida que se paga”, afirma professora

Para Zilma Guesser Nunes, homenagem despertará curiosidade da população sobre o poeta

Mural Cisne Negro, na Praça 15, foi inaugurado na quinta-feira (11) – Flavio Tin/NDMural Cisne Negro, na Praça 15, foi inaugurado na quinta-feira (11) – Flavio Tin/ND

Em depoimento à agência de comunicação da UFSC, a professora Zilma Gesser Nunes, do departamento de Língua e Literatura Vernáculas, disse que o mural em homenagem a Cruz e Sousa, inaugurado na quinta-feira, despertará a curiosidade da população pelo poeta.

Ela destaca as proporções e a localização da pintura. “Colocar Cruz e Sousa em um painel na Praça 15 é dar visibilidade. É uma dívida que se paga. Homenagem tardia, mas merecida e necessária”, afirmou.

Loading...