Nova praça da avenida Beira-Mar Norte quer ressignificar a região central

Atualizado

Praça terá espelho d’água e elementos que resgatam a história do Forte São Luís – Divulgação/ND

O termo de adoção de área pública da praça Forte São Luís, entre as avenidas Mauro Ramos e Beira-Mar Norte, foi assinado nesta sexta-feira (1º), em Florianópolis. O terreno será transformado em um novo espaço de convivência para a comunidade.

A entrega da obra está prevista para o primeiro semestre de 2020. A área de quase 2 mil m² foi adotada pelo Beiramar Shopping, que fica responsável pela execução do projeto e manutenção do local.

Leia também:

A arquiteta responsável pelo conceito da nova praça, Juliana Castro, explica que sua intenção foi ressignificar o espaço sem ser literal.

“A ideia é que essa praça seja uma referência, como um símbolo da nossa cidade. Que possa ser um lugar para as pessoas baterem foto, para as crianças brincarem com água”, diz.

O objeto central projetado pela arquiteta tem a água como destaque. A forma circular representa a Ilha, rodeada de água por todos os lados. Um caminho leva ao centro do elemento, onde há mais água, retratando o mar em seu coração.

Primeiras conversas para a cessão da área do Exército ao município começou há dez anos – Foto: Anderson Coelho/ND

Outro detalhe é a profundidade do objeto, que cava o solo levando a mensagem do passado ali enterrado.

O local pertencia ao exército e foi cedido para a prefeitura de Florianópolis em dezembro de 2016. “É mais uma conquista de Florianópolis. A cidade começa a ter um novo momento de valorização dos espaços públicos”, destaca o prefeito Gean Loureiro. Ele ressalta ainda que a nova praça é fruto da parceria público-privada.

Prefeito Gean Loureiro e o empresário Waltinho Koerich, representando o Beiramar Shopping, firmam a parceria – Foto: Anderson Coelho/ND

O senador Esperidião Amin também participou do evento. Ele resgatou a história do local, desde o leilão do antigo forte na época da Revolução Farroupilha (1835-1845) até a construção do Beiramar Shopping na década de 1990, quando eram realizadas feiras livres na futura praça.

Segundo o prefeito Gean foi feita uma sondagem do local na qual foram encontrados possíveis resquícios do Forte São Luís. Por isso, 1.200 m² do terreno serão preservados para escavação arqueológica.

“A escavação, que vai ser realizada entre os dias 2 e 20 de dezembro deste ano, não vai impedir que a obra aconteça simultaneamente”, explica.

Vestígios do forte irão se incorporar ao projeto

Juliana explica que o projeto está apto para receber os resultados da escavação. “Nós concentramos esse elemento para ser executado agora na área onde não há vestígios do forte. Ainda não sabemos quais são eles, mas estamos preparados para incorporar isso à praça e contar essa história”, assegura.

A arquiteta Juliana Castro assina o conceito da nova praça – Foto: Anderson Coelho/ND

Para Marcos Maciel, que trabalha há 17 anos em uma barbearia ao lado de onde a praça será construída, a revitalização do espaço é muito positiva.

“Tinham muitos usuários de drogas que ficavam por ali. Acho que vai ser muito bom ter uma praça nova, para poder passear, trazer crianças para brincar”, diz.

Vera De Aquino Vieira é moradora da região próxima à área onde o parque será construído e concorda: “Se é uma praça – vai ser um espaço público – eu acho bom. Acho importante porque é uma área que está, digamos, abandonada e precisa ser ocupada”.

Notícias