Número de animais adotados em Florianópolis cai em meio à quarentena

O Dibea (Diretoria de Bem Estar Animal) relembra que a cada bichinho adotado há espaço para um novo ser resgatado e acolhido

Segundo o Dibea (Diretoria de Bem Estar Animal) de Florianópolis, o número de animais adotados durante a quarentena reduziu em relação ao mesmo período do ano passado. 

Animais em sua rotina no Dibea aguardando por  – Foto: Leonardo Sousa/Divulgação/PMFAnimais em sua rotina no Dibea aguardando por  – Foto: Leonardo Sousa/Divulgação/PMF

Até maio deste ano, 110 animais foram adotados, uma média de 18 por mês. Já no último ano, a média mensal era de 32 bichinhos. Em 2019, foram 385 adoções. 

Leia também:

O Dibea continua com o espaço em funcionamento e relembra que para cada animal adotado há espaço para um novo ser resgatado e acolhido. 

Como adotar

Para fazer uma adoção é preciso ser maior de 18 anos e ser morador de Florianópolis.

Após a escolha do animal, feita pessoalmente no Dibea, seguindo as restrições de segurança em combate à pandemia do novo coronavírus, o interessado preenche uma ficha que será avaliada. Depois desse procedimento, os animais passam por desverminação, esterilização, vacinas e identificação, para por fim, serem entregues na residência do seu novo dono.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

+ Notícias