O sobrenome das BICICLETAS

Comércio. Há 50 anos Jaime Turnes começou um negócio que viria a ser uma referência

Rogério Souza Jr/ND

Diversificação. Jaime é presença ocasional na Turnes Bike Shop, agora sob nova gestão

Uma das coisas mais encantadoras de Joinville, apesar de tantos nomes pelas quais ela é conhecida – a cidade das flores, das bicicletas, dos príncipes, Manchester catarinense, da dança e, mais recentemente, do livro – são suas muitas histórias de vida, doação, amor, construção de nomes e legados, todos encenados no palco do anonimato por homens e mulheres.
A história de Jaime Turnes é uma delas. De família numerosa (oito irmãos), a base de sua formação foi na cidade de Itajaí, onde trabalhavam em terras da família Bornhausen. De espírito irriquieto, o pequeno Jaime junto com o irmão Francisco de Assis Turnes, perceberam que não haveria muito futuro em lavrar terras que não lhes pertencia. Assim, com o apoio da mãe, dona Irene Boering Turnes, iniciaram um negócio próprio: na parte da manhã vendiam peixe fresco e, à tarde, comercializavam frutas pelas ruas da portuária Itajaí.
Transcorrido algum tempo, o irmão comprou um pequeno comércio de secos e molhados. O tempo e a conjuntura econômica eram difíceis e, para prosperar, Francisco pediu o empenho de seu irmão Jaime por cinco anos, acordo feito entre irmãos na base da palavra. “Jaime, tu me ajudas agora que, lá na frente, entrarei com o dinheiro para que tu montes o teu negócio”.
De fato isso ocorreu em 1966, quando, cheio de determinação e vontade, Jaime Turnes mudou-e para Joinville. Inicialmente, ele ficou na casa de uma das irmãs, na Rua Dr. João Colin, próximo ao Laboratório Catarinense. Na manhã seguinte após sua mudança, ele desceu para rua acompanhado por Francisco, quando percebeu o volume de bicicletas que trafegavam pela rua. “Olha só quantas bicicletas, Francisco! Com certeza vão furar muito pneu e quebrar e eu quero ser a pessoa que vai consertar tudo isso. Já decidi: quero montar uma loja para comercializar peças para bicicletas”.
Como promessa é dívida a ser paga, Chico pediu para que Jaime escolhesse um ponto para começar o seu trabalho. O local “escolhido de forma estratégica”, recorda Jaime, foi o fim da João Colin, com grande demanda diária de bicicletas e nenhuma oficina de reparo nas imediações. “Tudo começou em uma porta quase em frente de nossa loja, ali no n° 2.641. Não demorou, aluguei a segunda porta. Fui a antiga Casa do Aço, comprei no crediário todas as ferramentas para a loja e montei a oficina de manutenção e reparos”. Já casado com Helena Dallago, foi comprado o terreno onde hoje está instalada a Turnes Bike Shop e, aos poucos, teve início a construção de um sobrado com dois pavimentos. O térreo foi reservado para a tradicional Casa Turnes e o piso superior a residência do casal onde nasceram as filhas Eliane, Adriana, Alexandra e a caçula Jaqueline.

Olha só quantas bicicletas, Francisco! Com certeza vão furar muito pneu e quebrar, e eu quero ser a pessoa que vai consertar tudo isso. Já decidi: quero montar uma loja para comercializar peças para bicicletas.”

Arquivo pessoal/ND

 

Recordações. Jaime, aos 50 anos, em plena atividade; ao lado, o cliente e amigo Gilson Kassulke fez questão de registrar a filha Anna ao lado do Jayme, ainda na loja, ao ganhar sua “zica” como presente pelo aniversário de 5 anos,  no dia 30 de julho de 2001

Com o tempo, a modernização
E já correm dez anos desde que Jaime decidiu pela aposentadoria. Em 2003 ocorreu a primeira reforma da sua loja, com uma remodelação da fachada e a colocação de vitrines externas. Em 2007, num processo natural que vinha ocorrendo há tempos, Alexandra, a terceira filha do casal, assumiu e dá continuidade ao trabalhado iniciado por ele nos anos 60, auxiliada pelo marido Marco Antonio de Souza, o “Paco”.  Hoje, aos 74 anos, ao lado da esposa Elena, Turnes tem uma rotina mais tranqüila, administrando os bens da família. 
Devido a uma imposição do mercado, cada vez mais dinâmico e exigente, nesse mesmo ano uma ampla reforma ocorreu na loja para dar lugar a atual Turnes Bike Shop. Para a satisfação de Jayme, a afinidade com as duas rodas, não pararam por aí. Paulo Sérgio Turnes, filho de seu irmão mais velho, é dono de uma firma de representações que comercializa e vende bicicletas, peças e diversos equipamentos em Santa Catarina. Como é possível deduzir, o segmento de bicicletas na família Turnes é tradição. (Valter F. Bustos, especial para o Notícias do Dia)

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Notícias