O último pôr do Sol de 2014

O 31 de dezembro foi nublado na maior do dia, mas por volta das 20h, o Sol veio para se despedir do ano velho

O nome oficial do aparelho é smartphone, mas ele atende se chamar de “tirador de fotos de pôr do Sol”. Pensei nisso quando desci até a praia da Costa de Dentro, no Sul da Ilha, por volta das 20h deste dia 31 de dezembro de 2014, assim que avistei da janela de casa um pedaço iluminado no céu lá no horizonte. Peguei meu tirador de foto de pôr do Sol e fui lá registrar mais um céu em degradée para a minha coleção. 

Arquivo pessoal

Por volta das 20h, o Sol brigou por espaço com as nuvens carregadas no derradeiro do ano

Foram muitas as fotos de pôr do Sol que publiquei no Instagram este ano. Naquele recurso que mostra uma retrospectiva do ano, as fotos do astro rei indo embora (tucaram o pôr do So!!!) em Florianópolis prenominaram no meu perfil na rede social. Não é por acaso. O pôr do Sol exerce um fascínio na maioria das pessoas e não tenho a pretensão de explicar qual é exatamente. Afinal, o pôr do Sol pode ser o mesmo em todos os lugares, mas as pessoas não, e cada uma deve ter seus motivos para saudar a cena do fim do dia com uma foto.

No meu caso, o fascínio vem da construção do cenário. Seja na cabeceira da Hercílio Luz, no trapiche da Beira-Mar, na região de Coqueiros, na Beira-Mar Continente, no mirante do Morro da Cruz ou em Cacupé, Santo Antônio de Lisboa e Cacupé, o conjunto da obra é sempre impactante. E sempre me dá a sensação de senha para mais uma missão cumprida, mais uma dia para a aposentadoria. Hora de parar, guardar as energias e estar pronto para outro dia de trabalho, outro dia de correria e de vida.

E com um atendo: a visão do pôr do Sol nestes pontos que citei me faz gostar ainda mais da minha cidade. Reforça o sentimento de que Florianópolis é uma cidade muito especial. “Iluminada”, se me permitem o trocadilho, brindada por dias incríveis de pura contemplação (e filas, mas isso é assunto para outra hora…) que terminam invariavelmente com um espetáculo natural muito mais bonito e intenso que os minutos de fogos na Beira-Mar ou os morteiros dos zé-fogueteiros que estão neste momento fazendo seu showzinho pela cidade.

Prefiro o pôr do Sol nosso de cada dia. E como estava faltando no meu álbum de fotos um pôr do Sol na Costa de Dentro como o que presenciei hoje, uso a foto que ilustra este texto como forma de desejar um 2015 ainda mais iluminado para todos. A Costa de Dentro, este cantinho do Sul da Ilha quase que esquecido, é muito especial. É a “minha praia”, como já contei aqui (sou manezinho de uma praia só). Compartilhar este último pôr do Sol com todos fecha 2014 de forma esplendorosa. E que 2015 amanheça nesta quinta-feira animado para nos brindar com mais momentos especiais como este que registrei com meu tirador de fotos de pôr do Sol.

Veja foto panorâmica do pôr do Sol na Costa de Dentro

Leia outras colunas da coluna Mirante