Obra em escola estadual de Joinville deixa os pais preocupados

Pais de alunos da Escola Estadual Marli Maria de Souza estão preocupados com a instalação de uma tubulação que vai escoar água da calha do telhado

Divulgação/ND

Estrutura passa pelos corredores das escolas e deixa comunidade escolar preocupada

O que deveria ser uma obra de melhoria se transformou em preocupação para alguns pais e professores da Escola de Educação Básica Marli Maria de Souza, no Paranaguamirim, zona Sul de Joinville. Desde o início da semana, a ADR (Agência de Desenvolvimento Regional) está instalando uma tubulação para dar vazão à água que escoa pela calha do telhado da instituição. O problema, segundo os pais, está no fato de estes canos ficarem suspensos nos corredores da escola.

Além disso, os tubos de 150 mm estão sendo fixados por suportes de ferro que possuem pontas. “A situação está complicada, porque em alguns pontos estes canos ficam bem baixos, ao alcance dos estudantes. Nestes suportes existem pontas de ferro que podem gerar acidentes. Nosso medo é que os alunos se machuquem ou se pendurem nestas estruturas. Sabe como é adolescente, não é verdade?”, questiona o pai de um aluno do segundo ano do ensino médio. Ele prefere não ser identificado, e enviou fotos mostrando a obra em andamento.

A direção da escola confirmou que a obra tem repercutido no dia a dia dos professores e dos alunos e dos pais. Preocupada, ela buscou informações junto à Agência Regional e foi informada de que é preciso terminar a obra para então ver se há riscos aos alunos. A ADR disse que a obra está sendo feita para resolver um antigo problema de goteiras na escola. “Nesta unidade, temos uma situação em que dois telhados com mais de 600m² se unem em uma calha de concreto. Quando chove muito forte, a calha não dá conta e transborda. A água acaba invadindo a laje e formando goteiras dentro da sala de aula. Nossos engenheiros apontaram que a única forma de solucionar as goteiras, neste momento, é dar mais vazão a esta calha. Por isso, implantamos as duas tubulações”, explicou o gerente de infraestrutura da ADR, Fabiano Lopes de Souza.

Ele acrescenta que a obra ainda está sendo feita, e depois de pronta não irá oferecer riscos à comunidade escolar. “Nossa intenção é melhorar a situação da escola, e jamais prejudicar alguém. A obra está em andamento e deve ficar pronta nos próximos dias”, completou.

Manutenção das escolas estaduais

A assessoria de imprensa da ADR (Agencia de Desenvolvimento Regional) informou que desde 2014 uma empresa contratada faz a manutenção das escolas estaduais dos oito municípios da região Norte. O serviço ocorre de acordo com a demanda, durante todo o ano. No período de férias, teve manutenção e foram concluídas as melhorias na Escola Estadual Nereu Ramos, em Itapoá, manutenção nas esquadrias e reparos no ginásio; Escola Estadual Claurenice Vieira Caldeira, em São Francisco do Sul, finalizadas melhorias na quadra descoberta; Escola Estadual Nagib Zattar, melhorias na cobertura do ginásio; Escola Giovani Pasqualini Faraco, reparos devido ao vandalismo nas férias. Nesta semana será concluída a construção de um banheiro com acessibilidade na Escola Estadual João Colin; troca de piso na Escola Estadual João Alfredo Moreira; e finalizadas as melhorias no muro da Nair da Silva Pinheiro.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...