Obras de pavimentação dos entornos da ponte Hercílio Luz entram na reta final

Atualizado

A menos de dois meses da data prevista para a reabertura da ponte Hercílio Luz, a prefeitura de Florianópolis trabalha na repavimentação dos entornos das cabeceiras insular e continental. A princípio, segundo o município, apenas ônibus, viaturas de polícia, ambulâncias, ciclistas e pedestres irão transitar pela ponte. A entrega da reforma da mais antiga ligação terrestre entre a Ilha de Santa Catarina e o Continente está programada para o dia 30 de dezembro.

Funcionários trabalham na cabeceira insular da ponte Hercílio Luz – Foto: Foto Flavio Tin/ND

“Apesar de termos decidido um pouco em cima da hora, vamos entregar a obra no dia 30 de dezembro, junto com a entrega da ponte”, diz o secretário municipal de Infraestrutura, Valter José Gallina, sobre as adequações nas cabeceiras da Hercílio Luz.

As obras na parte insular, iniciaram no dia 17 de setembro deste ano. O projeto da prefeitura prevê três faixas para veículos na rua Jornalista Assis Chateaubriand – uma no sentido ponte, uma no sentido Centro e outra que dá acesso à alameda Adolfo Konder, que irá permanecer em sentido único, com duas faixas em direção ao Centro da cidade.

Obras na região da cabeceira continental

No Continente, as mudanças começaram há menos tempo, em 31 de outubro. De acordo com a secretaria municipal de Infraestrutura, os trechos das ruas Quatorze de Julho, Fúlvio Aducci e da avenida Ivo Silveira próximos à ponte serão repavimentados. Nessas vias não serão feitas alterações no sentido do tráfego. Esta semana, a prefeitura realizou os serviços de drenagem e demolição de meio-fio.

De acordo com Gallina, além da pavimentação nas duas cabeceiras da ponte, também será construído um boulevard próximo ao acesso da Ilha, com um largo passeio, ciclovia e ciclofaixa. “Será um espaço para os moradores e turistas aproveitarem, praticarem exercícios físicos e contemplarem a ponte”, conta.

Na reta final dos trabalhos na cabeceira insular da ponte Hercílio Luz – Foto: Foto Flavio Tin/ND

Obras na reta final

Interditado desde 1991, o maior cartão postal de Florianópolis parece estar perto de voltar a ser utilizado pela população.

O engenheiro fiscal da reforma da ponte Hercílio Luz, José Abel da Silva, conta que a obra está na reta final: “A gente está dentro do cronograma. Se tudo correr bem, se a chuva não atrapalhar, vamos cumprir o objetivo de liberar a ponte para o tráfego no dia 30 de dezembro”.

A grua que operava no lado da Ilha já foi retirada e a do Continente começou a ser desmontada esta semana. Após o fim desse processo, serão colocadas vigas para sustentar a grelha metálica da plataforma viária. Então, será finalizada a pintura e serão dados os acabamentos.

O novo desenho, com os acessos refeitos, na cabeceira continental da ponte – Foto: Divulgação/ND

“É uma meta ousada 30 de dezembro, mas está tudo encaminhado. Vamos torcer agora. A expectativa é boa”, fala o engenheiro. Atualmente, 480 pessoas trabalham todos os dias no canteiro da obra, dos quais 120 são pintores e pintoras e o restante atua na solda.

O novo desenho, com os entornos e boulevard, na cabeceira insular da ponte – Foto: Divulgação/ND

“Um presente no final da carreira”

Sobre a reforma da ponte, Silva conta que “ela apaixona qualquer engenheiro. Como eu sempre falo para as pessoas, eu ganhei um presente no final da carreira”.

Essa paixão é vivida por Ivo Pelegrini, o mais antigo operário da ponte, há pelo menos 60 anos. Para ele, “é uma satisfação muito grande [ver a reforma chegando a reta final]. Estou muito feliz, porque isso aqui foi a minha vida. Deixei muitas propostas boas passarem, mas não quis desistir. Por amor, porque precisava trabalhar e porque a gente se sente bem aqui, muito bem mesmo”.

Notícias