Obras para a reforma do Presídio Regional de Joinville devem começar em breve

A Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa divulgou  o resultado da licitação para a reforma e ampliação do Presídio Regional de Joinville. A empresa vencedora é de Brusque, porém o prazo para o início das obras e a duração do trabalho ainda não foram divulgados.

Obras prevem a ampliação de duas galerias, que somaram mais de 123 vagas – Internet

As obras fazem parte de TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) e foram aprovadas pelo Poder Judiciário. Ao todo, a reforma custará mais de R$ 7 milhões.

Nesta quarta-feira (14), termina o prazo para que as participantes perdedoras entrem com recurso contra o resultado. Caso ninguém conteste a decisão, a ordem de serviço será assinada, ainda sem data prevista.

Os novos pavilhões devem oportunizar ambientes mais adequados para a reabilitação social e econômica do detento – Deap

O projeto prevê a demolição de dois pavilhões antigos para reconstrução de novos complexos, com espaços para sala de aula e oficinas de trabalho. Os pavilhões irão garantir 123 novas vagas ao presídio.

Além disso, as novas galerias contarão com um controle aéreo, onde por meio de uma passarela de concreto, ladeada por grades, é possível visualizar qualquer movimentação. Esse controle tem como objetivo garantir a segurança dos internos e da unidade.

Melhorias nas condições de armazenamento de água com a instalação de novos reservatórios, também consta no projeto.

Obra custará mais de R$ 7 milhões – Deap

Hoje, o Presídio Regional de Joinville conta com 664 vagas para detentos. Porém, de acordo com os dados do Conselho Nacional de Justiça, 1.241 pessoas estão presas no local, um déficit de 585 vagas. Destas, 931 estão presas provisoriamente.

Leia também:

Infraestrutura