Onda ‘anormal’ assusta banhistas em Laguna, no Sul do Estado

Atualizado

Uma grande onda assustou banhistas que estavam no Mar Grosso, em Laguna, Litoral Sul catarinense, na tarde deste sábado (18). A água avançou sobre a orla da praia, derrubando pertences dos veranistas. Segundo relatos, houve correria na praia.

De acordo com a análise de técnicos da Defesa Civil de Santa Catarina, o fenômeno foi classificado sendo como uma “freak waves” ou “rogue waves”.

No Brasil, essas ondas são conhecidas como ondas anormais, extravagantes ou transientes. São de grande volume, com surgimento inesperado em locais com as mais diferentes profundidades.

Segundo a Defesa Civil, o fenômeno foi considerado folclore de navegadores por muito tempo até a confirmação por medições de campo, satélites e fotografias.

Conforme nota divulgada pelo órgão, as áreas onde ocorrem com maior frequência essas ondas estão associadas a correntes fortes que se deslocam em sentido contrário ao da propagação da ondulação.

Também ocorrem quando há superposição de diferentes trens de ondas com características e direções distintas encontram-se num ponto, adicionando-se as alturas das ondas incidentes de modo que se gera uma onda de Rogue.

As “freak waves” ocorrem repentinamente sem qualquer aviso e possuem o ciclo de vida e a área de atuação muito curtos.

O marégrafo que atende a área de Laguna está localizado em uma área abrigada e não registrou dados anormais.

Como a praia do Mar Grosso tem faixa de areia mais curta foi a mais atingida – Foto: Divulgação ND

O Corpo de Bombeiros Militar de Laguna, informou que não houve registro de incidentes graves. Ainda segundo os bombeiros, a ressaca, que já estava prevista, atingiu todo o litoral na região, mas como a praia do Mar Grosso tem uma faixa de areia mais curta foi a mais atingida.

Havia previsão de mar agitado no fim de semana, segundo a Epagri/Ciram – Foto: Divulgação ND

Conforme a Epagri/Ciram, órgão que monitora as condições climáticas no Estado, havia previsão de vento forte e mar muito agitado a grosso em todo o litoral de SC neste fim de semana, com ondas podendo chegar a quatro metros.

Inclusive, segundo os bombeiros, houve alertas sobre as condições desfavoráveis para navegação de pequenas e médias embarcações por causa da agitação do mar. O deslocamento de um intenso sistema de alta pressão pelo litoral do RS e de SC foi o responsável pela ressaca, segundo a Epagri/Ciram.

Leia também:

Mais conteúdo sobre

Geral