Operação “Que Beleza” fiscaliza chapinhas e secadores de cabelo

Atualizado

O Imetro-SC (Instituto de Metrologia de Santa Catarina) vai realizar uma operação que inicia na segunda-feira (4) para inspecionar aparelhos elétricos voltados para cuidados estéticos.

A finalidade da operação é coibir a venda de produtos elétricos para beleza fora do padrão de segurança. Entre os aparelhos, serão checados alisadoras, chapinhas, depiladores elétricos, secadores de cabelo, dentre outros.

A ação que deve começar na segunda-feira (4) irá até sexta-feira (8). Os agentes do Imetro vão percorrer o comércio da Capital e do interior. A razão disso é de checar se os produtos destinados para beleza, e suas embalagens, exibem o Selo de Avaliação da Conformidade.

Leia também:

Vale lembrar que serão fiscalizados produtos nacionais e importados. Além disso, vale lembrar que os plugues de todos aparelhos deverão estar dentro do padrão brasileiro, conforme a Norma ABNT NBR 14136.

“A presença do Selo do Inmetro é a melhor evidência de que o produto foi submetido ao processo de certificação, que inclui a realização de ensaios com foco na proteção da segurança do consumidor. É primordial que a compra destes produtos seja feita somente no mercado formal para evitar produtos falsificados ou de procedência duvidosa”, alerta Rudinei Floriano, presidente do Imetro catarinense.

A iniciativa tem como objetivo coibir a venda de itens irregulares. O intuito é de oferecer aos consumidores somente produtos certificados e que, se utilizados de maneira correta, não oferecerão perigo ao consumidor.

“Muitos dos problemas que os consumidores enfrentam, inclusive riscos à segurança pessoal, podem ser evitados quando adquiridos produtos com segurança de procedência”, ressalta o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino.

Consumidores que necessitarem de esclarecimentos ou suspeitarem de irregularidade podem contatar a Ouvidoria do órgão. O telefone para contato é o 0800-6435200, das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira.

Mais conteúdo sobre

Justiça