Operando com restrições, prejuízos no Complexo Portuário de Itajaí ultrapassam R$ 50 milhões

Atividade foi prejudicada pelo reflexo das chuvas na correnteza

Foto/Matheus Nunes/ND

Decreto de Situação de Emergência foi homologado em decorrência dos prejuízos no porto

O Porto de Itajaí continua operando com restrições na manhã desta terça-feira (27). Só no mês de outubro foram registrados 13 dias em que o canal de acesso ficou fechado e outros seis em que o funcionamento foi parcial, abaixo de 60% da capacidade.

De acordo com a assessoria do complexo, o prejuízo já chega a R$ 52,81 milhões, reflexo da diminuição na arrecadação de taxas de serviços portuários e impostos. A atividade no complexo está comprometida pela correnteza acentuada, causada pela cheia do rio.

As manobras das embarcações só estão autorizadas quando a maré estiver enchendo. Nesta terça-feira (27), estão programadas duas desatracações, um deslocamento da APM Terminals para Portonave e mais duas atracações na Portonave. Estima-se que todas as operações sejam realizadas até às 16h.

Situação de Emergência

A Defesa Civil estadual confirmou, na manhã deste sábado (24), a homologação do Decreto de Situação de Emergência em Itajaí. O documento foi justificado pelo reflexo das inundações do rio Itajaí-Açu na correnteza, causando limitações nas atividades portuárias.

A expectativa é que a União reconheça o decreto até quarta-feira (28). Com isso, a dragagem do canal de acesso, estimada em R$ 40 milhões, pode ser justificada. O aprofundamento do canal é necessário para que as águas que descem o Vale possam ser escoadas com mais rapidez, controlando os estragos no entorno e contribuindo para a economia local.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...