Outro supermercado na zona Sul de Joinville

Carlos Junior/ND

Imobiliária que está anunciando o imóvel não tem mais a procuração da proprietária, que está tratando pessoalmente do negócio

O grupo francês Carrefour pretende construir seu primeiro grande empreendimento em Joinvile. A bandeira é “Atacadão”, a mesma plataforma de negócios do Makro e o Fort Atacadista, ambos já atuando há anos na cidade. A empresa já entrou com um pedido de LAP (Licença Ambiental Prévia) na Secretaria Municipal do Meio Ambiente em uma área no bairro Floresta com mais de 30 mil metros quadrados, exatamente no número 3.086 da rua Santa Catarina.

Representantes da empresa estiveram na segunda-feira em Joinville e receberam a garantia da Prefeitura de que a tramitação do projeto será prioridade. Segundo uma fonte revelou à coluna, o prefeito Udo Döhler garantiu que, mesmo sem a aprovação da LOT (Lei de Ordenamento Territorial), a Prefeitura tem mecanismos para aprovar a localização do projeto.

O novo supermercado na zona Sul ficará em uma área na frente ao amplo terreno da Imobiliária Casa Nova e ao lado de um conjunto de apartamentos já construído. De acordo com as informações dos executivos paulistas, o empreendimento vai gerar 400 empregos diretos em 14 mil metros quadrados de área construída.

Vende-se
Uma placa de “vende-se” continua na frente do terreno da rua Santa Catarina, mas segundo a proprietária do imóvel, uma servidora municipal aposentada que pediu para não ser identificada, a negociação vem sendo conduzida por ela, que recebeu a área como herança. Os interessados só fecharão o negócio depois de obterem todas as licenças na Prefeitura. “Era para ser segredo”, afirmou a proprietária, ao garantir que não foi tratado do preço.

Joinvalle
Este ano fevereiro terá 29 dias e no último deles ocorrerá o lançamento do projeto “Joinvalle” no auditório da Acij (Associação Empresarial de Joinville). Joinville vai integrar o projeto e “Cidades Inteligentes”, ao lado de outras capitais, como Porto Alegre. O projeto terá um conselho com técnicos de fora para projetar Joinville para o futuro.

Expoville
E tinha gente contra. Graças à iniciativa da administração anterior de transferir a gestão da Expoville à iniciativa privada, Joinville conta com um dos melhores centros de convenções do país. Nesta terça-feira (16), durante seu discurso no lançamento da Expogestão 2016, Alonso Torres, presidente da empresa responsável pela organização do evento, lembrou que a qualidade da estrutura da Expoville é melhor do que os existentes em Porto Alegre, Foz do Iguaçu ou Florianópolis. O quê seria hoje da Expoville se tivesse continuado nas mãos do município?

Merisio em Joinville
Presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Gelson Merisio, vai alugar um apartamento em Joinville para “coordenar pessoalmente” a eleição em Joinville, que considera “prioritária” para o PSD, ao lado de Florianópolis. Ontem, pelo telefone, ele garantiu à coluna que onde o PSB não tiver candidato a prefeito vai apoiar o candidato do PSD. Este acordo de apoio recíproco também inclui o PR. Como o PSB não terá candidato a prefeito em Joinville…

FOTO 2
Crédito: Gilson Pohl/divulgação/ND

Divulgação

Na sua breve passagem em Joinville, Merisio visitou o presidente da Apae, Jailson de Souza (esquerda), ao lado dos deputados Kennedy Nunes (direita) e Darci de Mato

Ausência
O deputado Gelson Merisio chegou a entrar no prédio da Expoville para acompanhar o lançamento da Expogestão, mas foi chamado a Florianópolis e viajou ao lado dos deputados estaduais Darci de Matos (PSD) e Patrício Destro (PSB). “Meu retorno (Florianópolis) foi para tratar da campanha de Darci de Matos”, disse ele pelo telefone.

Luiz Veríssimo/ND

Prefeito Udo (centro) com o presidente do PSB, Lúcio Mauro (direita) e o vice Adauto Moreira

PSB e o PMDB
Udo Döhler almoçou na mesma mesa do presidente e vice da executiva do PSB de Joinville. Antes de deixar a Expoville, eles conversaram sobre a participação do partido na administração municipal. Candidato à reeleição, Udo assegurou que o PSB terá cargos a partir de abril, quando ocorrerá a saída de alguns ocupantes de cargos comissionados. Eles deixarão os cargos por serem candidatos na eleição de outubro.

Blackout
Durante uma semana, a Prefeitura de Joinville literalmente parou: não fez nenhum pagamento e não recebeu um centavo porque o projeto do orçamento não estava sancionado. Uma liminar conseguida em Joinville impediu que o projeto (já aprovado pela Câmara de Vereadores) fosse sancionado. A liminar foi derrubada no final da tarde pelo Tribunal de Justiça. No último dia previsto em lei. Por pouco a oposição não conseguiu inviabilizar a administração municipal. Só conseguiu por uma

Divulgação/ND

Maestro José Mello (esquerda) e seu irmão Jorge se apresentam todas as quintas-feiras no J. West Pub

Maestro Mello
Com sete músicos, entre eles seu filho Zezinho e o irmão Jorge, maestro José Mello volta a se apresentar em um local fixo, como fez durante 15 anos no Mercado Municipal. Todas as quintas-feiras, a partir das 20h30 no J.West Pub, na rua Campos Salles. 

Loading...