Paciente será indenizada após ter material cirúrgico esquecido no corpo

Atualizado

Uma mulher será indenizada em R$ 15 mil após descobrir que estava com uma faixa de gaze dentro do canal vaginal. A paciente realizou um exame de colposcopia e biópsia em um hospital de Imbituba, a fim de detectar um possível câncer no colo do útero. Dias depois do procedimento, ela apresentou reações e voltou ao hospital. O caso foi julgado pelo titular da 1ª Vara da comarca de Imbituba, juiz Antônio Carlos Ângelo.

Gaze encontrada no corpo da paciente tinha cerca de 26 centímetros – Arquivo/ Pixabay/Reprodução/ND

Segundo o Poder Judiciário de SC, a paciente chegou a buscar atendimento médico após apresentar dores, inchaço abdominal e mau cheiro, mas foi informada que os sintomas eram normais e recebeu prescrição de medicamentos.

Leia também:

Onze dias depois de ter realizado o exame ginecológico e com pioras nos sintomas, a mulher sentiu um pedaço de tecido saindo do corpo enquanto tomava banho. Ao procurar por atendimento de emergência, foi promovida a retirada de uma faixa cirúrgica com 26 centímetros do canal vaginal.
A vítima será indenizada em R$ 15 mil além do pagamento de metade das custas e despesas processuais, além de honorários de sucumbência, fixados à razão de 12,5% do valor atualizado da condenação. O réu foi acusado por
por danos morais decorrente de erro médico, em virtude da negligência, imperícia e imprudência.
No exercício da atividade de médico, o profissional deixou de prestar a assistência necessária após a realização de procedimento cirúrgico e, ainda, esqueceu material cirúrgico em seu corpo. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça.

Mais conteúdo sobre

Justiça