Pai que jogou álcool em bebê e tentou matá-lo é julgado em Joinville

Atualizado

O homem que jogou álcool em um bebê de dois meses está sendo julgado nesta quarta-feira (18), no Tribunal do Júri da Comarca de Joinville, no Norte do Estado. O rapaz de 39 anos é acusado por tentativa de homicídio e responde pelo processo em liberdade.

O crime aconteceu em março de 2017, no bairro Jarivatuba, zona Sul do município. De acordo com a denúncia do MPSC (Ministério Público de Santa Catarina), a ação foi motivada porque o acusado não aceitava o fim do relacionamento com a esposa.

Leia também:

Então, o réu pegou uma garrafa contendo álcool e despejou em grande quantidade sobre o bebê. O menino estava no colo da mão e, segundo consta o processo, a intenção era de atear fogo nas vítimas. A ação não aconteceu porque a mulher deferiu um golpe que atingiu o rosto do denunciado.

Porém, segundo a defesa, o réu após sair da cadeira voltou a morar com a esposa e o filho. A mulher alega que apesar do marido ter jogado álcool nela e no filho, o réu não tentou atear fogo nos dois.

Durante a manhã, a esposa do acusado e os policiais militares que atenderam a ocorrência foram ouvidos. O réu foi o último a ser interrogado. O julgamento está sendo presidido pelo juiz Gustavo Aracheski e o resultado deve sair no fim da tarde desta quarta.

Mais conteúdo sobre

Justiça