Papanduva registra a terceira morte de paciente com Covid-19

Atualizado

A prefeitura de Papanduva divulgou mais uma morte por Covid-19 nesta quinta-feira (22). Um idoso de 65 anos, morador do bairro Santa Mônica, teria tido contato com outra pessoa infectada, e o seu exame para o novo coronavírus foi confirmado como positivo pelo Lacen (Laboratório Central de Santa Catarina).

Prefeito Luiz Henrique Saliba (ao centro) durante live realizada esta semana – Foto: Reprodução/Facebook

Esta é a segunda morte por Covid-19 no município esta semana. Além dos óbitos, a Secretaria de Saúde de Papanduva divulgou mais sete casos confirmados de Covid-19 nos últimos dias. Na quarta-feira (20) foram três: uma mulher e um homem, com 24 e 25 anos, ambos saudáveis, e uma mulher de 59 anos, diabética e com problemas respiratórios.

Leia também:

Na quinta foram quatro pessoas, todas profissionais de saúde do município, sendo três mulheres, de 24, 29 e 31 anos, e um homem, de 38 anos. Todos foram afastados de suas funções.

Papanduva chega, assim, a 13 casos confirmados, com três mortes pelo novo coronavírus. Há ainda outros quatro casos suspeitos e 60 pessoas monitoradas pela Vigilância Epidemiológica. Os números são proporcionalmente altos, já que a cidade tem menos de 17 mil habitantes e não tem leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), sendo dependente dos leitos de Mafra, a 50 quilômetros.

Em mensagem divulgada nas redes sociais, o prefeito Luiz Henrique Saliba e a secretária da saúde, Catia Taciana Thorstenberg, anunciaram novas medidas para conter o avanço da doença. Entre elas está a desinfecção das unidades básicas de saúde do bairro São Cristóvão, que permanecerão fechadas por duas semanas.

Com isso, o Hospital São Sebastião é a referência em atendimento para pacientes com problemas respiratórios. Ainda segundo a Prefeitura, todos os 50 profissionais da linha de frente no atendimento ao coronavírus foram testados.

Saúde