Para os Engenheiros Eletricistas, o futuro se constrói agora

Profissional que garante geração, transmissão e distribuição de energia com qualidade e respeito ambiental

A história da data alusiva aos engenheiros eletricistas inicia em 23 de novembro de 1913, quando o Adv. Theodomiro Carneiro Santiago inaugurou em Itajubá – MG o primeiro curso de Engenharia Elétrica do Brasil e da América do Sul – a Universidade Federal de Itajubá (Unifei). Fundada com o nome de Instituto Eletrotécnico e Mecânico de Itajubá – IEMI, a instituição objetivava a formação de engenheiros mecânicos e eletricistas, onde o ensino fosse voltado para a realidade prática.

O Instituto funcionou provisoriamente junto ao Ginásio de Itajubá e os primeiros professores foram contratados da França, Bélgica e Suíça e mais tarde foi completado o quadro de docentes com o ingresso de engenheiros brasileiros. No início, as aulas eram ministradas em francês e lá foram formados os profissionais que construíram o sistema elétrico no Brasil. Em 29.01.09, o Vice-Presidente José Alencar sancionou a Lei nº 12.074, que instituiu o Dia Nacional do Engenheiro Eletricista.

Em Santa Catarina são oferecidos cerca de 20 cursos na área com registro no CREA-SC, e entre os primeiros estão o da UFSC, Udesc, Furb e Unisul.

Em relação aos desafios e demandas da profissão o grande destaque são as energias renováveis e existem muitas oportunidades na geração de eletricidade por hidrelétricas, usinas movidas a biomassa e energia eólica. Outra tendência muito forte atualmente é a ampliação e modernização dos serviços de telecomunicação no Brasil, com destaque para a internet e a TV digital. Esse setor tem perspectiva de forte crescimento para os próximos anos e emprega engenheiros eletricistas do início ao fim dos processos.

ELETRICISTA – Foto: POK RIEELETRICISTA – Foto: POK RIE

Áreas de atuação:

O profissional atua na geração, transmissão, distribuição e utilização da energia elétrica; sistemas de medição e controle elétrico e eletrônico; seus serviços afins e correlatos. Eletricidade aplicada e equipamentos eletroeletrônicos, eletrotécnica, conservação de energia e eficientização energética, fontes alternativas de energia, eletrônica, comunicação, controle e automação, informática industrial, engenharia de sistemas e de produtos, sistemas, métodos e processos da informação e da computação, sistemas operacionais, hardware e tecnologia de telecomunicações. Atuam ainda, realizando desde projetos de usinas hidrelétricas até a pesquisa de alta tecnologia, na área de microprocessadores utilizados em computação.

O futuro se constrói agora – Em homenagem aos profissionais da engenharia e geociências, o CREA-SC lançou no dia 20.09 a campanha: O futuro se constrói agora. O objetivo é enfatizar a importância da atuação dos profissionais da área tecnológica para a retomada do crescimento e posicioná-los como agentes do desenvolvimento econômico, qualidade de vida e segurança da sociedade, tanto no meio urbano quanto rural.

“Ressaltar a importância, representatividade e força dos nossos profissionais e profissões são compromissos importantes da nossa gestão, refletidos nesta campanha”, assinala o presidente do CREA-SC, Eng. Agr. Ari Geraldo Neumann.

“Muito se espera do nosso futuro. Que ele seja próspero e traga um novo período de oportunidades. Mas o que determina o futuro são as nossas ações de hoje. Para o CREA-SC, o tão sonhado projeto de um novo país já começou. A sociedade pode contar com a autoridade técnica dos profissionais da engenharia, agronomia e geociências para viver uma nova era de desenvolvimento. Porque se a economia é uma roda, não há ninguém mais capacitado para fazer a engrenagem girar”.

Confira o VT da campanha aqui: bit.ly/2mDMFCH

+

Crea SC

Loading...