Paraguai: Fuga de aliados do traficante Minotauro pode interferir em SC

Atualizado

A fuga de aliados do traficante “Minotauro” em um presídio do Paraguai, na madrugada deste domingo (19), tem relação com Santa Catarina. Traficante foi preso no estado em 2019. Criminosos que faziam parte do crime organizado comandado por ele estavam presos no país vizinho.

Fuga ocorrida na madrugada do último domingo (19) pode ter sido facilitada por funcionários do presídio – Foto: Reprodução/Record TV

Aliados de Sérgio de Arruda Quintiliano, o ‘Minotauro’, estão entre os 75 detentos que fugiram do presídio de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. São eles: os brasileiros Julio César Gomes, de 29 anos; Ailton Botelhos dos Santos, 35; Felipe Diogo Fernandes Dias, 25; Rafael de Souza, 25, e Luciano de Souza Martins, 26, além do paraguaio Marcos Paulo Valdez Moreira, de 25 anos.

Chefe do PCC foi preso no ano passado em SC

O traficante ‘Minotauro’, um dos principais líderes do PCC, foi preso em fevereiro de 2019 pela Polícia Federal brasileira.

Ele estava em um apartamento de luxo na cidade de Balneário Camboriú, de onde controlava a guerra do PCC contra facções rivais pelo controle do tráfico de drogas e armas na fronteira.

O que diz a polícia de Santa Catarina

A Polícia Civil, por meio do Delegado Geral Paulo Norberto Koerich, informou  apenas que as autoridades catarinenses “estão trocando informações com as polícias do Brasil” a respeito do caso.

Também procurada pela reportagem do ND+, a Polícia Federal informou que não vai se manifestar sobre a fuga dos aliados do traficante ‘Minotauro’ no Paraguai.

Leia também:

Fuga pode ter ocorrido com a ajuda de funcionários do presídio

Conforme o Ministério da Justiça do país vizinho, os presos deixaram os dois pavilhões da penitenciária por um túnel de 25 metros de comprimento, mas não se descarta o envolvimento de responsáveis pela segurança do presídio na fuga em massa.

Até a manhã desta segunda-feira, apenas 2 dos 75 presos que fugiram de penitenciária no domingo, haviam sido recapturados. Um deles, é o primeiro dos 40 brasileiros do Primeiro Comando da Capital (PCC) que fugiram no último domingo.

De acordo com o secretário da Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Antonio Carlos Videira, o homem – que não teve a identidade revelada – foi capturado em um dos bloqueios do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), unidade especializada que atua na região.

Mais conteúdo sobre

Polícia