Passageiro aponta Curitiba, Viracopos e Confins como melhores aeroportos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Os passageiros dos aeroportos de Curitiba, Viracopos (Campinas) e Confins (Belo Horizonte) são os mais satisfeitos, aponta a edição do segundo trimestre deste ano da Pesquisa de Satisfação do Passageiro, do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

O levantamento é realizado diariamente nos 20 principais aeroportos do país, que respondem por 87% dos passageiros transportados, e é divulgado trimestralmente. As notas variam de 1 (muito ruim) a 5 (muito bom).

É na categoria intermediária, de terminais que movimentam entre 5 e 15 milhões de viajantes por ano, que estão os três mais bem avaliados: Curitiba (4,69), Viracopos (4,67) e Confins (4,61). A média dessa categoria foi de 4,46, também a maior. Fortaleza (4,23) recebeu a pior nota.

Na categoria de aeroportos com movimento superior a 15 milhões de passageiros/ano, Brasília (4,40) recebeu a melhor nota, seguido por Galeão, no Rio (4,38), Guarulhos (4,37) e Congonhas (4,36).

Já entre os menores, que recebem até 5 milhões de viajantes/ano, o recém-inaugurado aeroporto de Vitória (4,59) foi o mais bem avaliado, seguido por Manaus e Natal, empatados com nota 4,46.

Essa categoria foi a única a ter aeroportos com nota abaixo de 4, o que significa insatisfação do passageiro: Belém (3,97) e Florianópolis (3,69).

Entre os 38 indicadores, aqueles que receberam as avaliações mais baixas foram: disponibilidade de caixas eletrônicos e casas de câmbio (3,63); valor dos produtos comerciais (3,04); custo-benefício do estacionamento (3) e o preço cobrado pelos alimentos, que teve a menor nota entre todos os indicadores, 2,83.

No que se refere às facilidades ao passageiro, 7 dos 8 indicadores que compõem esse grupo registraram notas abaixo de 4.

Dos cinco grupos de indicadores avaliados, os serviços das companhias aéreas, órgãos públicos e disponibilidade de transporte público, totalizando 13 quesitos, todos tiveram notas acima de 4.

No quesito infraestrutura aeroportuária, 14 dos 16 indicadores (87%) foram considerados “bons” e “muito bons” pelos entrevistados, mas os serviços qualidade da internet/wi-fi (3,32) e disponibilidade de tomadas (3,85) tiveram notas baixas.

Desde que começou a ser realizada, em janeiro de 2013, a pesquisa de satisfação já ouviu quase 350 mil pessoas nos 20 principais aeroportos.

Nestes cinco anos, a avaliação mostra que houve uma melhoria no preço dos produtos comerciais e de alimentos, apesar de ainda serem as principais reclamações dos entrevistados.

Mais conteúdo sobre

Jornalismo