Paulo Bauer e Dário Berger serão suplentes na comissão especial do impeachment

Os catarinenses Paulo Bauer (PSDB) e Dário Berger (PMDB) serão suplentes na comissão especial do impeachment no Senado. Bauer foi o primeiro a ser confirmado e Berger teve o nome indicado pelo senador Eunício Oliveira, líder do bloco do PMDB, no fim da tarde desta quarta-feira (20).

Divulgação/Montagem ND

Berger foi indicado no fim da tarde desta quarta-feira e Bauer já havia sido confirmado 

“Estou ciente de tamanha responsabilidade e afirmo que deveremos analisar o processo de todas as formas legais e jurídicas e esgotar todas as análises antes da decisão final. Devo honrar minha participação neste momento histórico do Brasil”, declarou Dário, em sua página no Facebook.

Bauer, que participou da decisão sobre o processo de impeachment de Fernando Collor em 1992, quando era deputado federal, deverá ser um dos suplentes do bloco da oposição para compor a comissão que analisará o afastamento da presidente Dilma Rousseff. “Fui convidado para ser suplente pela minha condição de contador e auditor fiscal, e por ser do Sul do país”, afirmou o tucano. 

Política