Pela primeira vez na história, Avenida Beira-Mar Norte tem três pontos próprios para banho

Atualizado

Pela primeira vez, desde que a Casan e a Prefeitura de Florianópolis instalaram a URA (Unidade de Recuperação Ambiental) no ano passado, os três pontos de análise de água da Avenida Beira-Mar Norte estão próprios para banho.  A coleta e as análises foram feitas na manhã desta quarta-feira (22).

Três pontos de análise da água na Avenida Beira-Mar Norte estão próprios para banho. Foto: Anderson Coelho/ND

Para o IMA , um ponto de análise é considerado próprio para banho quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas anteriores houver no máximo 800 Escherichia coli por 100 mililitros. Na última análise, o ponto próximo ao Bolsão da Casan apresentou 75 coli/100ml, enquanto o ponto na praça Esteves Júnior, que já vinha com uma sequência própria para banho, apresentou 41 coli/100 ml e o ponto da rua Altamiro Guimarães apontou para uma amostra com 146 coli/100 ml.

O engenheiro da Casan, Pery Fornari Filho, festejou os resultados obtidos, mas ainda acredita que há muito trabalho a fazer. “Atingimos o objetivo com muito trabalho, dioturnamente, sete dias durante a semana, porem ainda vamos ter oscilações, porque tem vários fatores que influenciam, mas estamos felizes”, declarou.

Os três pontos de análise na Avenida Beira Mar Norte. Foto: Reprodução IMA

Segundo Fornari Filho, desde que foi inaugurado, o sistema de tratamento das águas das galerias pluviais sofreu diversos ajustes. “As estações elevatórias não funcionam mais da forma como funcionavam no início. Agora, estão todas automatizadas, então podemos controlar o seu regime pelo computador. Também alteramos o produto químico utilizado no tratamento e instalamos sensores e sondas”, relatou o engenheiro.

Fundo é aterro

Apesar do resultado, Fornari Filho lembra que a Avenida Beira Mar Norte não dispõe de praia, com areia, e que o fundo é composto de pedras e lodo, proveniente do aterro, que durante anos recebeu material proveniente das galerias pluviais da região. “O resultado nos dá uma felicidade, mas agora nosso próximo objetivo é manter esse resultado, completou.

Força-tarefa fiscaliza

Além do trabalho realizado pela URA,  a fiscalização também tem auxiliado no cumprimento do objetivo de tornar balneável a região da Avenida Beira Mar Norte. Nesta semana,  uma força-tarefa da Prefeitura de Florianópolis e da Casan aplicou multa por crime ambiental e concedeu prorrogações de prazo para três condomínios que iniciaram obras de adequação ao sistema.

O edifício multado pela Floram, na Rua Alves de Brito, apresentava pia e tanque de áreas comuns conectados na rede de drenagem pluvial. A multa, definida por comissão específica, é calculada a partir de um mínimo de R$ 5 mil. Os cinco prédios vistoriados localizavam-se na Beira-Mar Norte e nas ruas Alves de Brito e Luiz Delfino.

Números da fiscalização

Da última semana de novembro até segunda-feira (20/01), 193 imóveis foram inspecionados pelo Floripa Se Liga Na Rede na Beira-Mar Norte e proximidades. Outros 632 receberam comunicado para que agendem a inspeção do programa.  Durante a operação foi constatado que 96% dos imóveis apresentaram na primeira inspeção algum tipo de irregularidade nas ligações de esgoto — números piores que os verificados em outros bairros como Bom Abrigo, Abraão, Canasvieiras e Ponta das Canas.

No início de janeiro, o Se Liga Na Rede expandiu a área de atuação no Centro e concentrou as inspeções na área delimitada pelas avenidas Beira-Mar Norte, Mauro Ramos e Trompowsky, Rua Ferreira Lima e Travessa Carreirão. O programa já percorreu a Beira-Mar Norte no sentido ponte e nas ruas Bocaiuva e Almirante Lamego até o cruzamento com a rua Tenente Silveira.

Turismo