PF cumpre mandados em SC em operação contra fraudes em instituto de previdência de PE

Um mandado de busca e apreensão e outros dois de prisão temporária são cumpridos pela Polícia Federal em Santa Catarina durante a Operação Abismo, que apura um esquema de fraudes no instituto de previdência dos servidores da região metropolitana de Recife, em Pernambuco.

A polícia não infirmou onde as ações acontecem em Santa Catarina. A operação também é realizada em Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba, Goiás e no Distrito Federal. Ao todo, os trabalhos contam com a participação de 220 policiais para o cumprimento de 64 ordens judiciais.

Segundo a PF, as investigações tiveram início em março e indicam a transferência de R$ 90 milhões do instituto de previdência da Grande Recife para ativos de risco, o que colocou em risco o pagamento da aposentadoria dos servidores do município.

Entre os presos estão empresários, lobistas, advogados, políticos, religiosos e outras pessoas que participaram do esquema criminoso. As medidas foram determinadas pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que também autorizou o sequestro e o bloqueio de bens e valores depositados em contas em nome dos investigados.

Os suspeitos poderão responder por lavagem de dinheiro, associação criminosa, crimes financeiros, corrupção ativa e passiva, cujas penas ultrapassam os 30 anos de reclusão. Os presos são levados até as sedes da Polícia Federal onde serão interrogados e encaminhados para os respectivos sistemas prisionais.

Polícia