Picape Nissan Frontier chega em 4 versões

Atualizado

Picape Nissan Frontier vem em quatro versões: S 4×4, Attack 4×4, XE 4×4 e LE 4×4 – Fernando Biagioni/ND

Renovada, a linha 2019 da picape Nissan Frontier chega com 20 novidades em motorização, suspensão, transmissão e tecnologia. Com motor 2.3 turbodiesel, as quatro versões – S 4×4, Attack 4×4, XE 4×4 e LE 4×4 – vêm para galgar posições no ranking das picapes mais vendidas no Brasil.

Entre as novidades estão o teto solar, as câmeras com visão 360º e o novo sistema multimídia A-IVI com tela de oito polegadas. Os ajustes foram realizados com base em pesquisas junto aos consumidores e com investimento de 600 milhões de dólares na nova unidade industrial da Nissan na América do Sul.

Investimento na Argentina

Os novos modelos agora são produzidos em Córdoba, na Argentina, e não mais no México. A Nissan Frontier chega às lojas e concessionárias na versão de entrada, a S com motor 2.3, 16 válvulas, turbodiesel – 160 cv, câmbio manual de 6 velocidades e tração 4×4, focada para os frotistas, por R$ 137.550. Também possui controle de descida (HDC), assistente de partida em rampa (HSA) e dois airbags .

A versão Attack 4X4, muito pedida após o último Salão do Automóvel de São Paulo, diz o gerente de Produto da marca, Marcus Pires, vem por R$ 155.590. Esta versão contém os equipamentos da versão S, mais os adesivos laterais Attack, rack de teto preto, barra tubular Santo Antônio preto, rodas 16 ” escuras e transmissão automática de 7 marchas.

Substituindo a LE fabricada no México, a versão XE 4X4 sai por R$ 172.880. Esta  versão tem como diferencial o acabamento de couro nos bancos e painéis das portas, ar-condicionado dual zone, sensor de estacionamento traseiro, sistema eletrônico de ignição (botão Push Start) e faróis de LED + DRL.

"<yoastmark

Robusta, a versão LE, top de linha, tem 1,86 m de altura, 5,26 m de comprimento e 1,85 m de largura total. E custa R$ 194.790.  A LE contém os equipamentos da versão XE, mais câmera 360 graus, teto solar, rodas aro 18″ e seis airbags.      

Vendas

Em quatro meses de venda em Santa Catarina, o market share da picape passou de 7,1% em 2018 para 10,4% no início deste ano. As vendas da 12ª geração do utilitário cresceram nos três estados do Sul na comparação com 2018, quando apenas as duas versões mexicanas estavam disponíveis.

No Paraná, o modelo da Nissan atingiu 8,9% de participação (6,6% em 2018) e, no Rio Grande do Sul, passou de 4,8% para 5,8%.

Chassi reforçado

As quatro novas versões da Nissan Frontier 2019 apresentam uma estrutura ainda mais resistente do que as versões anteriores. Embora mais leve e eficiente, o chassi foi reforçado e tornou-se quatro vezes mais forte.

Outros equipamentos eletrônicos ajudam e melhoram a dirigibilidade do carro como os controles de tração e estabilidade (VDC – Vehicle Dinamic Control); freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA); controles automático de descida (HDC) e auxílio de partida em rampa (HSA).

Quatro câmeras dão visão 360º

Nissan Frontier Attack – Marcos Camargo/ND

Porém, a novidade maior fica por conta da visão 360 graus. Formado por quatro câmeras – uma na grade dianteira, outra na tampa da caçamba e duas na parte inferior dos retrovisores externos –, o sistema garante ao motorista uma visão completa ao redor do carro.

Na tela multimídia no painel, o motorista analisa a posição da Nissan Frontier em relação às balizas virtuais indicadas no chão. Com o tamanho avantajado da picape, manobrar o veículo é uma tarefa que requer cuidado. Com a visão 360 graus, as manobras são realizadas com mais facilidade e segurança.

A novidade tecnológica da Nissan Frontier 2019 faz parte da visão de marca que a Nissan quer imprimir – Nissan Intelligent Mobility em todos os seus modelos. No segmento de picapes médias, o Nissan Kicks já apresenta o recurso inédito.

Novos modelos agora são produzidos em Córdoba, na Argentina, e não mais no México – Fernando Biagioni/ND

Mais Carros