Piloto de avião é preso em Manaus negociando 50 quilos de drogas com traficante de SC

Atualizado

A Polícia Civil de Santa Catarina cumpre novos mandados judiciais na manhã desta quarta-feira (10), na 8ª fase da operação Woodstock Condá. A ação busca combater o tráfico de drogas no Oeste de Santa Catarina. As diligências são realizadas também em Foz do Iguaçu (PR), Campo Grande (MS) e em Manaus (AM).

Os policiais cumprem 22 mandados de busca e apreensão e 18 mandados de prisões temporárias nesta quarta-feira – Polícia Civil/Divulgação

Nesta fase da operação estão sendo cumpridos 22 mandados de busca e apreensão e 18 mandados de prisões temporárias com o apoio das polícias civis desses Estados. No Mato Grosso do Sul, armas também foram apreendidas.

Leia também:

Em Santa Catarina, as ações acontecem nas cidades de Chapecó, Modelo, Maravilha, no Oeste; São José, na Grande Florianópolis; e Blumenau, no Vale do Itajaí. Ao menos 80 policiais foram mobilizados para a operação nos três estados. A operação é coordenada pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó, com os trabalhos do delegado Rodrigo Moura.

“São novas fases que deflagramos contra essa amplitude do tráfico, principalmente para prender pessoas ligadas a outros alvos investigados. Em Manaus, um piloto de avião foi preso. A investigação revelou uma negociação dele oferecendo 50 quilos de maconha a um dos nossos alvos aqui. Tudo indicava que ele fazia o transporte com o avião, mas não temos confirmação disso”, afirmou o delegado Moura.

Esta fase da operação mobilizou um efetivo de 80 policiais para cumprir os mandados – Polícia Civil/Divulgação

Nessa terça-feira (9), os policiais já haviam realizado a 7ª fase da operação Woodstock Condá, quando foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e presas sete pessoas, em Xanxerê e Xaxim. Desde 2018, quando a operação teve início, foram apreendidas cerca de 11 toneladas de drogas.

Polícia