Planta com mais proteína do que a carne é cultivada em Porto Belo, no Litoral Norte

As primeiras 400 mudas foram plantadas há quatro anos - Brunela Maria/ND
As primeiras 400 mudas foram plantadas há quatro anos – Brunela Maria/ND

No Sertão do Valongo, uma comunidade rural de Porto Belo, no Litoral Norte, a 80 quilômetros de Florianópolis, o plantio de uma árvore exótica, oriunda da África e da Ásia, tem chamando a atenção de agrônomos e nutricionistas. A Moringa Oleifera pode atingir 12 metros de altura, tem galhos abundantes, pequenas folhas verdes e quase mais proteína que a carne. Ela também é capaz de purificar água e agir como coagulante.

Com mais de 400 pés cultivados em parceria com a Epagri (Empresa de Pesquisa e Extensão do Estado), o Sítio Flora Bioativas é o único lugar do Estado onde a planta pode ser encontrada. As primeiras sementes foram recebidas pela empresária Noeli Pinheiro de um agricultor de Minas Gerais. Em troca, ela enviou mudas de Tupinambor, outra planta que oferece vantagens nutricionais e que também é cultivada na propriedade.

Quando as primeiras mudas cresceram e foram agregadas a pães e massas na forma de farinha, os resultaram encantaram a família da empresária e atraíram os pesquisadores da Epagri. Foram detectados 27% de proteína, quatro vezes mais cálcio que o leite, quatro vezes mais vitamina A que a cenoura e três vezes mais potássio que a banana. “Essa planta ainda não é muito conhecida, mas eu tenho certeza que ela vai virar moda. Ela é uma boa opção para agricultores plantarem, tem cultivo tranquilo, não tem trato refinado, é rústica, sem muita mão de obra”, comenta.

Gosto lembra couve-manteiga

Noeli transforma as folhas da planta em farinha para pães e bolos - Brunela Maria/ND
Noeli transforma as folhas da planta em farinha para pães e bolos – Brunela Maria/ND

A Moringa Oleifera também é chamada de Planta Milagrosa e pão dos pobres, por alimentar milhares de pessoas em países onde há escassez de alimentos. O gosto das folhas lembra couve-manteiga e até ervilha. Não é amargo nem doce e guarda semelhança com inúmeras ervas.

O consumo pode ser in natura ou como farinha. No sitio já foram desenvolvidas receitas de macarrão que estão sendo vendidas na região. A demanda é tão grande que existe até lista de espera para compra do produto. “Essa planta vai tirar muita gente da miséria. Ela possui grande poder nutritivo. A gente não consegue atender a demanda na produção”, continua Noeli.

Atualmente o valor estipulado pelo Sítio Flora Bioativas é de R$ 100 por quilograma. Muitas pessoas compram e revendem até por R$ 300.

Semente limpa até água suja

Entre as propriedades especiais da Moringa Oleifera está a capacidade de realizar o tratamento de água. Sementes trituradas, adicionadas à água barrenta, garantem água limpa em poucas horas. A reação é alvo de estudo por pesquisadores brasileiros em Minas Gerais. Lá eles descobriram que as sementes contém uma propriedade que atrai argila, bactérias e sedimentos.
“Chega a ser inacreditável a capacidade e poder dessa planta. Colocamos dois copos de água, no primeiro recipiente, que estava bastante barrenta e no outro a água limpa. A semente foi colocada dentro e após duas horas os recipientes ficaram iguais”, ressalta Noeli.

Região

Nenhum conteúdo encontrado