Polícia Ambiental fecha rinha de galo e detém 28 pessoas na Grande Florianópolis

Atualizado

A Polícia Militar Ambiental fechou uma rinha de galo e deteve ao menos 28 pessoas em uma propriedade no município de Biguaçu, na Grande Florianópolis, na manhã de sábado (3). Após uma denúncia, os agentes ambientais, com a poio da PM da cidade, foram até o bairro da Fazendinha e encontraram 46 galos, alguns muito feridos.

Policia Militar Ambiental fecha rinha de galo em Biguaçu – Polícia Ambiental/ND

De acordo com a PM, foi preciso arrombar o portão de ferro do terreno com uma viatura, pois os participantes começaram a fugir. Dentro do galpão foi apreendido um quadro com o peso de cada um dos galos, esporões, biqueiras de ferro, ringue com cadeiras para os participantes assistirem a rinha e realizarem apostas.

No depoimento o proprietário do local afirmou que alugou a estrutura para os praticantes do crime. Alguns dos participantes detidos foram abordados com mais de R$ 5 mil nos bolsos. Além da rinha, o local contava com serviço de bar e alimentação.

Leia também:

O crime de maus-tratos aos animais está tipificado na Lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais) e possui pena de detenção de três meses a um ano e multa. Além da violação, o responsável pelo local e demais donos de galos, responderão administrativamente e devem pagar multa de R$ 500 a R$ 3 mil por animal.

Policia Militar Ambiental fecha rinha de galo em Biguaçu – Polícia Ambiental/ND

Polícia