Polícia Civil de Barra Velha conclui investigação de assalto à família joinvilense

Dos sete suspeitos identificados, quatro estão detidos preventivamente e outros três estão sendo procurados

Ricardo Alves/Tribuna do Povo/ND

Delegada Lívia Marques da Motta encerrou o inquérito: vítimas reconheceram os criminosos

Sete pessoas suspeitas de terem participado de um violento assalto no início do ano em Barra Velha, no Litoral Norte, foram indiciadas pela Polícia Civil. Destas, quatro foram detidas, os outros três seguem foragidas e estão sendo procuradas pela Polícia.

Segundo a delegada responsável pelo caso, Lívia Marques da Motta, detalhes fornecidos pelas vítimas foram muito importantes para que fosse possível encerrar o inquérito. A busca e apreensão na casa do primeiro suspeito, preso em Itajaí, auxiliou na prisão de outros três. “Na casa deste primeiro autor, de cara encontramos objetos que roubados das vítimas. Depois, foi realizado um interrogatório, onde ele espontaneamente contou como os fatos ocorreram e entregou os elementos que também participaram do crime”, afirma.

A quadrilha invadiu no dia 3 a casa de praia de um empresário joinvilense em Itajuba, Barra Velha. Armado e bastante violento, o bando rendeu a família, que foi amarrada e feita refém. Por várias vezes, os assaltantes “brincaram” de roleta russa, apontando um revólver com uma bala no tambor em direção as vítimas, que estavam amaradas.

O assalto durou aproximadamente uma hora e meia e durante este tempo uma mulher de 48 anos foi estuprada. Depois de aterrorizar a família, os criminosos fugiram levando relógios, aparelhos de televisão, celulares, joias e um automóvel. O veículo e pertences da família foram recuperados pela polícia em Itajaí.

Com o auxílio da DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Joinville, a Polícia Civil de Barra Velha conseguiu localizar e prender preventivamente quatro suspeitos. As prisões ocorreram em Balneário Piçarras, Itajaí e Penha.

Em um dos locais, os investigadores encontraram um revólver calibre 32. “As vítimas reconheceram os suspeitos e eles acabaram confessando o crime. Agora, nossa ação se intensifica no trabalho de localizar e prender os outros três suspeitos. Quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro dos foragidos deve entrar em contato imediatamente com o disque denúncia da Polícia Civil, pelo telefone 181”, orienta a delegada, reforçando que todas as denúncias podem ser feitas de forma anônima.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...

Polícia Civil de Barra Velha conclui investigação de assalto à família joinvilense em Itajuba

Resposta. Inquérito foi encaminhado nesta semana à Justiça. Três dos sete suspeitos estão foragidos

Sete pessoas suspeitas de terem participado de um violento assalto em Barra velha foram indiciados pela Polícia Civil. A delegada responsável pelo caso, Lívia Marques da Motta, concluiu nesta semana o inquérito criminal. Quatro dos suspeitos estão detidos, três seguem foragidos e são procurados pela Polícia.

Segundo a investigação a quadrilha teria invadido a casa de praia de um empresário joinvilense em Itajuba, no dia 3 de janeiro. Armado e bastante violento, o bando rendeu a família, que foi amarrada e feita refém. A violência foi tamanha que, por várias vezes, os assaltantes “brincaram” de roleta russa, apontando um revólver, com uma bala no tambor em direção as vítimas amaradas, e disparando a arma aleatoriamente.

O assalto durou uma hora e meia, aproximadamente. Neste tempo uma das vítimas, uma mulher de 48 anos foi violentada sexualmente. Depois de aterrorizar a família, os criminosos fugiram levaram relógios, aparelhos de televisão, celulares, joias e um automóvel. O veículo e alguns pertences da família foram recuperados pela polícia em Itajaí.

Com o auxílio da DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Joinville, a Polícia Civil de Barra Velha conseguiu localizar e prender preventivamente quatro suspeitos. As prisões ocorreram em Balneário Piçarras, Itajaí e Penha. Em um dos locais os investigadores encontraram um revólver calibre 32. “As vítimas reconheceram os suspeitos e eles acabaram confessando o crime. Agora, nossa ação se intensifica no trabalho de localizar e prender os outros três suspeitos. Quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro dos foragidos deve entrar em contato imediatamente com o disque denúncia da Polícia Civil, pelo telefone 181”, orienta a delegada, reforçando que todas as denúncias podem ser feitas de forma anônima.

Nesta tarde, a delegada convocou uma coletiva com a imprensa para dar mais detalhes da investigação.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Segurança

Loading...