Polícia Civil prende PM acusado de integrar organização que aplicava golpes em SC

Atualizado

Um policial militar foi preso em Balneário Camboriú acusado de fazer parte de uma organização criminosa de estelionatários. Ele foi detido nessa sexta-feira (17)  em casa por policiais civis, em cumprimento a um mandado de prisão temporária. Foram feitas buscas no local e no armário onde o cabo guarda pertences no interior do Batalhão.

A Polícia Civil suspeita que o PM faz parte de uma organização criminosa que utiliza uma empresa de fachada para adquirir imóveis, automóveis, tratores e até lanchas com cheques de terceiros que não eram compensados. Os golpes foram aplicados em diversas cidades do Estado.

Segundo a investigação, o policial militar utilizava o acesso aos dados do Sisp (Sistema Integrado de Segurança Pública) para consultar o nome de integrantes para monitorar caso algum mandado de prisão contra eles fosse expedido e repassar informações ao grupo.

A operação teve início em março deste ano, quando a Polícia Civil identificou que o cabo fez buscas no sistema sobre os investigados. Por conta dessa suspeita, os documentos com mandados de prisão foram incluídos no sistema apenas após a realização da operação policial.

Com informações da RICTV Record

Notícias