Polícia Civil prende suspeitos de ataques a casas de policiais em Palhoça

A Polícia Civil de Palhoça cumpriu na manhã desta quinta-feira (14) mandados de busca e apreensão, internação e prisão contra suspeitos de terem participado de ataques a casas de policiais militares que moram em Palhoça. A ação contou com o apoio da Polícia Militar. Dois adolescentes e três adultos que tiveram envolvimento no crime foram detidos.

Telefones celulares e cartas que faziam referência a uma facção criminosa foram apreendidos pelos agentes. Um adolescente e três adultos ainda estão foragidos. Segundo a Polícia Civil, as investigações continuam e eles podem ser capturados nos próximos dias.

Os ataques ocorreram no segundo semestre do ano passado em represália a mortes de pessoas ligadas à facção criminosa em confronto com policiais. Três residências foram alvos de ataques em um intervalo de dois dias.

A operação foi realizada na manhã desta quinta após um levantamento de dados feito pelo setor de inteligência da polícia. A intenção era esclarecer questões como a autoria dos crimes, de onde partiu a ordem dos ataques e quem executou o plano. 

Os indiciados vão responder por crimes como tentativa de homicídio qualificado, participação em organização criminosa e disparos de arma de fogo.

Para cumprir os mandados, além de todas as Unidades Policiais desta Comarca, participaram desta operação os agentes da Delegacia de Santo Amaro da Imperatriz, da DIC (Divisão de Investigação Criminal) de São José, da DPGF (Diretoria de Polícia da Grande Florianópolis) e também a Polícia Militar de Palhoça.

Mais conteúdo sobre

Polícia