Polícia deflagra operação contra “salário extra” em Câmara da Grande Florianópolis

A Operação Salário Extra, deflagrada nesta terça-feira (2) pela Polícia Civil, apura fraudes no pagamento de diárias para a realização de cursos supostamente ligados à administração pública, pela Câmara de Vereadores de Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis. No total, a Câmara gastou R$ 435.362,00 para a realização dos cursos.

Sendo assim, cada vereador recebeu, em média, R$ 780 por diária como uma espécie de “salário extra”. As investigações apontam, ainda, que o município pagava uma das diárias mais altas do Estado, e que seria o lugar onde os servidores públicos mais realizaram cursos fraudulentos.

Operação Salário Extra foi deflagrado nesta terça-feira – Polícia Civil/Divulgação

Ainda de acordo com a Polícia Civil, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão nas cidades de Governador Celso Ramos e São José dos Pinhais (PR), frutos de um inquérito policial instaurado pela Deic (Diretoria Estadual de Investigações Criminais).

Pelo menos 17 pessoas são alvos das investigações, entre elas, vereadores que passaram pela casa legislativa e servidores públicos que fizeram os cursos, entre os anos de 2007 a 2014.

Câmara de Vereadores de Governador Celso Ramos foi alvo da operação – Polícia Civil/Divulgação

Segundo o delegado Marcus Fraile, responsável pela investigação, as ações são decorrentes da Operação Iceberg, que apurou fraudes no pagamento de diárias em Tijucas.

No decorrer da investigação, foi identificado que vereadores e servidores de Governador Celso Ramos receberam, no período de 2007 a 2014, diárias para participar de cursos oferecidos por empresas em Curitiba (PR).

Leia também:

“Os cursos oferecidos não exigiam a efetiva presença, entretanto, ao final eram entregues os certificados de participação, a fim de encobrir as ilegalidades e justificar o recebimento das diárias pelos vereadores e servidores da Câmara de Vereadores de Governador Celso Ramos”, disse o delegado.

Após as ações, a Deic fará a análise dos documentos apreendidos.

Polícia