Polícia investiga ossada encontrada em obra do contorno viário na Grande Florianópolis

Atualizado

Agentes da Delegacia de Polícia Civil de Biguaçu investigam a origem da ossada humana encontrada na sexta-feira (30) por operários que trabalham na obra do contorno viário, no município. Os ossos estão no IML (Instituto Médico Legal) do IGP (Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina) e passarão por análise.

Os ossos estavam em um trecho da obra na estrada geral de Sorocaba de Fora, área rural de Biguaçu. Ao se depararem com a ossada, os trabalhadores chamaram a polícia.

De acordo com o investigador que atendeu a ocorrência, a região onde foi encontrada a ossada é utilizada por criminosos para a ocultação de cadáveres por ser pouco habitada e de muita mata.

Ossos foram encontrados no trecho da obra em Sorocaba de Fora – Divulgação/Polícia Civil/ND

“A diferença é que geralmente o corpo é encontrado em poucos dias. Esse parecia estar há bastante tempo no local porque havia apenas os ossos”, comentou o agente Jean Cipriani.

O IML informou que ainda não foi possível nenhuma identificação da ossada e que será realizada uma perícia antropológica para definir a idade e o sexo.

O policial informou que a Delegacia de Biguaçu vai trabalhar em conjunto com o IGP e com a Delegacia Especializada em Pessoas Desaparecidas. Quando houver informações sobre a idade e o sexo e o tempo que o corpo ficou no local será possível verificar com a especializada se há alguém desaparecido que tenha as características determinadas pelo IML.

Assine o Abaixo Assinado do Contorno Viário Já

Assine o abaixo-assinado digital e ajude a transformar a mobilidade da Grande Florianópolis

Imagem Assine o Abaixo Assinado do Contorno Viário Já

Contorno Viário Já