Polícia investiga tentativa de homicídio contra atendente do Hemosc, em Florianópolis

A Polícia Civil iniciou uma investigação para apurar o que teria motivado a tentativa de homicídio contra Jucelino Nei Barbosa, de 56 anos, na manhã de quinta-feira (4). O crime ocorreu na casa da vítima, no Monte Serrat, no maciço do Morro da Cruz, região central de Florianópolis.

De acordo com a responsável pelo caso, delegada Juliana Renda, o autor do crime ainda não foi identificado.

Homem é esfaqueado na comunidade do Monte Serrat, em Florianópolis – Eduardo Cristófoli / RICTV

No inquérito, a polícia também tentará entender como o responsável pelo esfaqueamento entrou na residência. Segundo informações da Polícia Militar, que esteve no local, não foram identificados sinais de arrombamento ou de furto na casa.

Familiares informaram que o homem mora sozinho, não possui desavenças e é conhecido da região por trabalhar como atendente no Hemosc (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina).

Ao que tudo indica, o ataque teria iniciado no quarto da vítima. O IGP (Instituto Geral de Perícias) encontrou rastros de sangue da cama até a sala.

Leia também:

Homem é esfaqueado na comunidade Monte Serrat, em Florianópolis

A ocorrência foi registrada depois que alguns vizinhos acordaram, por volta das 6h, com pedidos de socorro vindos da casa de Jucelino.

Após arrombarem a porta, os moradores encontraram o homem caído na sala, com múltiplas perfurações no tórax e na cabeça.

Jucelino Nei Barbosa sofreu tentativa de homicídio – Reprodução / Rede Social

A vítima foi encaminhada ao Hospital Governador Celso Ramos, em Florianópolis, e precisou passar por uma cirurgia de emergência. Apesar dos múltiplos cortes, o estado de saúde de Jucelino é estável.

Polícia